OFERECIMENTO:
Alto Feliz - Quarta-Feira, 27 de Setembro de 2017 - Hora:08:00

Após pai se acorrentar em poste, filho é transferido para fazer cirurgia

Morador de Alto Feliz fez protesto em frente ao Hospital de Farroupilha

/Luis Carlos Müller/Spaço 100.9 FM

Num ato de desespero, um morador de Alto Feliz, de 47 anos, acorrentou o próprio corpo a um poste, em frente ao Hospital São Carlos, de Farroupilha. Anério Zimmer protestou porque o filho Everton Daniel Zimmer, de 14 anos, já estava internado há doze dias e dependia de uma cirurgia. “Não sei explicar como fiz isso. Não sabia mais como fazer. Mas se precisar que meu filho fique bom faço de novo. E faço pior”, ameaçou.

Anério acabou passando mal. Eram 7 horas da manhã de segunda-feira quando se acorrentou ao poste. “Só lembro-me de ter acordado dentro do hospital. Estou todo dolorido”, declarou no início da tarde de ontem, ainda reclamando da falta de providências. Ele foi socorrido por populares, que o enrolaram numa toalha e levaram para dentro do hospital.

Já em casa, Anério foi procurado pela advogada Mara Elaine Drech Kaspary, que se colocou a disposição para ajudar. A doutora Mara se reuniu com o prefeito de Alto Feliz, Paulo Martins, que prometeu tomar providências. “Se for preciso vamos comprar vaga. Não podemos admitir essa situação”, sobre a demora do adolescente em conseguir vaga num hospital de Porto Alegre para ser submetido a cirurgia de alta complexidade, que não é feita em Farroupilha. Mas em seguida o prefeito recebeu uma boa notícia. Um leito no Hospital de Clínicas tinha sido conseguido e com a ambulância da Prefeitura Everton seria removido para a capital, onde deverá ser avaliado e se necessário ser submetido à cirurgia. A transferência aconteceu na tarde de ontem, com a expectativa de que finalmente o menino pudesse fazer a cirurgia no fêmur fraturado da perna esquerda. Isso também aconteceu após o pai encaminhar denúncia junto ao Ministério Público.

Anério conta que o filho se machucou no colégio em 2 de agosto. Mesmo ser levado ao posto de saúde, as dores continuaram. E dez dias depois se tornaram insuportáveis. Levado ao Hospital Schlatter, de Feliz, onde foi feito raios-x que constatou uma suspeita de fratura no fêmur. Foi então transferido no Hospital São Carlos, de Farroupilha, onde estava internado desde o último dia 14. Segundo o hospital, a suspeita é de um tumor nos ossos e por isso a necessidade para a transferência para um hospital de Porto Alegre, para ser submetido a cirurgia de maior complexidade. O problema foi a demora para conseguir vaga.

O caso gerou grande comoção popular e repercutiu nos noticiários do Estado. De acordo com a Prefeitura de Farroupilha, Everton passou por exames no hospital e cirurgia de tração esquelética. Seguiu em atendimento enquanto era aguardado leito em hospital de maior complexidade para poder ser submetido a cirurgia devido a fratura no fêmur. Isso dependia da Central de Leitos de Porto Alegre, através de liberação do Estado.

Com a remoção e a avaliação, a expectativa é de que agora Everton possa passar pela cirurgia. “Só quero que meu filho volte para casa bem. Faria tudo de novo”, declarou o pai, Anério Zimmer.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritrio Comercial S. S. do Ca:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritrio Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administrao:
Rua Fato Novo, N 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Ca | RS | Por Nigma Agncia Digital