OFERECIMENTO:
Montenegro - Quarta-Feira, 14 de Maro de 2018 - Hora:08:00

As “amarelinhas” voltaram

Das seis patrolas, duas estão arrumando as estradas

Algumas estradas do interior receberam melhorias nos últimos dias /ACOM/Prefeitura

A Prefeitura de Montenegro corre contra o tempo para tentar colocar as estradas em dia. Em razão das dificuldades para comprar peças para consertar as máquinas, no início do ano nenhuma das seis patrolas estavam em operação. E justamente num período de seca, quando poderia se recuperar as estradas do interior antes da época de chuvas. “A dificuldade foi grande nas licitações. Ninguém quer participar”, lamenta o chefe de gabinete Edar Borges Machado, que está respondendo também pela Secretaria Municipal de Viação e Serviços Urbanos. O problema, segundo o coronel Borges, foi o descrédito do município após as denúncias de irregularidades apontadas pelo Ministério Público nas licitações. Ele lamenta que muitos fornecedores recusam-se a fornecer peças, serviços e até orçamentos. Mas aos poucos a Prefeitura tem buscado equilibrar as contas e o próprio crédito. “Temos mais de 600 quilômetros de estradas de chão para recuperar”, diz Borges.

Das seis motoniveladoras (patrolas), Borges diz que três não têm mais recuperação e devem ir para leilão. Uma ainda está aguardando conserto e as outras duas voltaram a operar. Outras máquinas também estão sendo recuperadas. Até mesmo uma roçadeira, necessária para roçar as margens das estradas, tomadas pelo mato, depende de conserto. E o mesmo ocorre com a carroceria do caminhão-prancha, usado para levar as máquinas para o interior. Sem o caminhão-prancha, as máquinas têm que ir rodando, o que gera mais demora e custos. Mesmo assim as duas patrolas, mais retroesvadeira, carregadeira e caminhões estão operando. “Vamos precisar de um tempo para reestruturar o parque de máquinas”, alega Borges, pedindo paciência para a comunidade e entendendo as reclamações quanto ao estado precário das estradas, já que os agricultores dependem das boas condições para o escoamento da produção e seus próprios deslocamentos.


Cronograma
A Prefeitura iniciou um cronograma de recuperação das estradas, tanto no interior como também na cidade. As localidades de Sanga Funda, Morro Montenegro e Pesqueiro, além do acesso ao Passo do Manduca, receberam manutenção nesta semana. A patrolagem e limpeza segue por estradas como de Potreiro Grande (Marcílio Carpes), Calafate, Vendinha e Homero da Motta.

Conforme Edar Borges, também será aproveitado o material retirado da fresagem do asfalto velho da RS 240, doado pela EGR, para melhorar as condições das estradas. A Prefeitura ainda tem procurado realizar melhorias nas ruas, como em bueiros e tapando buracos, além de roçada de canteiros e capina. Para isso conta com a mão-de-obra prisional de trinta detentos do regime semi-aberto. Foi feita inclusive uma ação conjunta das secretarias de meio ambiente e de obras públicas no sentido de melhorar um dos principais pontos de entrada e saída da cidade, que é a rua Osvaldo Aranha, em toda a sua extensão, passando por cinco bairros. “Temos uma demanda reprimida de mais de 900 pedidos, incluindo calçamentos, bueiros e melhorias nas ruas”, informa Borges. Ele diz que como a demanda é muito grande, a Prefeitura estuda contratar uma empresa terceirizada. Isso já ocorria antes, mas o contrato foi suspenso devido às investigações da Operação Ibiaçá, que apontaram o envolvimento de uma empresa que prestava serviços para a Prefeitura na limpeza.

Alguns canteiros também têm sido adotados por empresas, que ficam responsáveis pela manutenção e podem colocar placas de publicidade.

O Departamento de Transporte e Trânsito também tem trabalhado forte no sentido de melhorar a sinalização das ruas, como na pintura de faixas de segurança e de meio-fio.

Outro setor que tem tido dificuldades em cumprir a demanda é o da iluminação pública. A Prefeitura dispõe de poucas lâmpadas e reatores para substituir os que queimam. Com isso muitos pontos de ruas estão às escuras, o que aumenta a preocupação também quanto a segurança. O coronel Borges lamenta que lâmpadas e materiais da iluminação tenham sido furtados. Mas ressalta que devem ser comprados materiais para melhorar também a iluminação pública. E mais uma vez pede paciência e a compreensão da população, salientando que faz apenas seis meses que o prefeito Kadu Müller assumiu o Governo e juntamente com sua equipe vem tentando fazer o possível para melhorar a situação do município.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritrio Comercial S. S. do Ca:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritrio Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administrao:
Rua Fato Novo, N 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Ca | RS | Por Nigma Agncia Digital