OFERECIMENTO:
Montenegro - Sábado, 11 de Novembro de 2017 - Hora:08:00

Atingidos pelo vendaval podem sacar o FGTS

Cadastramento vai até terça-feira e procura tem sido baixa

Temporal de 1º de outubro deixou muitas casas destelhadas /Guilherme Baptista/FN

As pessoas que tiveram danos em suas casas devido ao vendaval de 1º de outubro poderão solicitar a liberação do Fundo de Garantia por tempo de serviço (FGTS). O cadastramento dos interessados já iniciou na última quarta-feira, dia 8, e prossegue até a próxima terça-feira, 14 de novembro, véspera de feriado.

Mesmo que quase 500 casas tenham sido danificadas, algumas parcialmente e outras totalmente destelhadas, até ontem a procura pelo encaminhamento para saque não tinha sido grande. Segundo o secretário municipal de habitação, desenvolvimento social e cidadania, Marcelino da Rosa, cerca de 140 pessoas tinham procurado a Secretaria, situada na Rua Apolinário de Moraes, 1705 – atrás do Hospital Montenegro ou em frente ao plantão (emergência) do HM. O horário de atendimento para o cadastro ocorre das 8h ao meio-dia e das 13h30min às 16h30min.

Marcelino e o novo coordenador da Defesa Civil, tenente Elton Santos da Silva, explicam que o procedimento é semelhante ao que ocorreu no caso dos atingidos por enchentes. Para fazer o cadastro deve comparecer na Secretaria da Habitação munido de documentos como: recibo e/ou nota fiscal de mão de obra ou compras de materiais para conserto dos danos; levantamento fotográfico dos danos; comprovante de endereço de até 120 dias anterior a 20 de outubro deste ano, que foi a data do decreto de situação de emergência (conta de luz, água ou IPTU); carteira de trabalho, carteira de identidade e CPF.

Após a realização do cadastro, a Prefeitura ainda na próxima semana deverá encaminhar a documentação para a Caixa Econômica Federal para a análise. Só depois será anunciado o cronograma dos endereços e datas das pessoas habilitadas ao saque. No caso das enchentes o limite era de R$ 6.220 por conta. Mas é preciso ter dinheiro depositado no FGTS e não pode ter sacado há menos de um ano também por situação de emergência.

A Defesa Civil e a Caixa vão analisar a documentação. Caso seja necessário, poderá ser feita vistoria no local que teria sofrido danos. Muitas famílias já receberam lonas e telhas entregues pela Defesa Civil. Os bairros mais atingidos pelo vendaval foram Aeroclube, Estação, Industrial, Senai, Germano Henke, Municipal, entre ouros. Qualquer dúvida pode ser feito contato através dos telefones 3632 9133 e 3632 3715.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital