OFERECIMENTO:
São José do Sul - Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018 - Hora:08:00

Ato recordou um ano de forte vendaval

Abraço simbólico foi dado no prédio da Creche Laranjinha, um dos mais danificados por passagem de um tornado

Reprodução/FN

A madrugada do dia 8 de junho de 2017 ficou marcada por um dos mais violentos e destruidores temporais já registrados no Vale do Caí. Os municípios mais castigados na região foram Harmonia, Maratá e São José do Sul, onde na sexta-feira passada, quando se completou um ano da tormenta, um ato foi realizado na Creche Laranjinha em agradecimento por nenhuma criança ter se ferido.

Alunos e professores realizaram um abraço simbólico ao prédio, que foi parcialmente destruído pela passagem de um tornado na área, aproximadamente às 6h, momentos antes da escola começar a receber as crianças. O complexo ficou por meses com as portas fechadas, até que sua recuperação estivesse concluída.

Atualmente, a Laranjinha tem 60 matriculados, a partir dos quatro meses de idade. “O material pode ser reconstruído, ainda que exija sacrifício, mas uma vida perdida não pode ser recuperada”, assinalou o prefeito Sílvio Inácio de Souza Kremer (PDT).

Além do prédio da creche, praticamente, todas as edificações atingidas pelas violentas rajadas numa faixa que se situa entre o prédio da Escola Valéria Kirch e o mercado da Cooperativa Ouro do Sul, no centro de São José, foram recuperadas.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital