OFERECIMENTO:
Bom Princípio - Segunda-Feira, 06 de Fevereiro de 2017 - Hora:10:58

Avançam as restaurações da Matriz e da Casa Selbach

Rua Irmão Weibert se consolida como patrimônio histórico e cultural

Casa da família Selbach vai virar Escola de Música /Guilherme Baptista/FN

Mesmo em tempos de crise, as obras de restauração de importantes prédios do patrimônio histórico, religioso e cultural de Bom Princípio estão em andamento. O ritmo dos trabalhos é mais lento do que o esperado, mas o importante é que está se dando seguimento aos projetos, algo bastante difícil num momento de crise financeira. O trabalho de recuperação de prédios históricos é delicado e depende do apoio de empresas e poder público, como por leis de incentivo à cultura onde os patrocínios podem ser descontados nos impostos.

As duas restaurações em andamento, da igreja Matriz e da casa da família Selbach, ficam bem na frente uma da outra.

Estão situadas na Rua Irmão Weibert, a mesma onde está o seminário, o casarão da família Carrard onde está a Biblioteca Pública e outros prédios históricos. Com estas ações, Bom Princípio se torna cada vez mais um referencial histórico-cultural regional, não só pela preservação do seu patrimônio, mas também pelo fomento ao turismo, incremento do comércio e melhora da qualidade de vida dos moradores. Prova disso é de que o novo local da biblioteca Érico Veríssimo fez aumentar bastante o movimento de leitores no local. E tende a aumentar mais quando estiver pronta a restauração da Casa da família Selbach, tornando-a um centro cultural.

A revitalização da Rua Irmão Weibert, iniciado há cerca de quatro anos, dará mais vida para a chamada parte baixa da cidade. Em 2013 foi iniciado o levantamento diagnóstico detalhado das edificações da rua, feito pela empresa Steffen Projetos & Eventos Culturais, com apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Rio Grande do Sul (IPHAE). Ao todo, foram identificadas e catalogadas 23 edificações de interesse especial de preservação ao longo da rua.

No ano seguinte foi proposto que os imóveis engajados no Projeto de revitalização da Rua Irmão Weibert, que atendam a critérios pré-definidos, como possuírem totem de identificação ou placa interpretativa de inclusão no projeto, estiverem listados no Inventario de Bens Edificados, e tiverem indicação do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, segundo critérios técnicos, passem a contar com um desconto de 90% no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Foi uma forma de recompensar aos proprietários destas edificações, pelos esforços na manutenção de suas propriedades integrantes do patrimônio histórico-cultural e de incentivar as restaurações.

O projeto de revitalização inclui uma série de melhorias na Rua Irmão Weibert. Conforme a diretora da Steffen Projetos & Eventos Culturais, Daniela Steffen, a proposta contempla iluminação pública, mobiliário (bancos, ajardinamento, arborização, placas de sinalização indicativas ou de interpretação, como os totens) e tratamento das vias e passeios públicos. Mas tudo isso depende da captação de recursos junto ao Governo Federal, como através dos Ministérios das Cidades e do Turismo.

A nova administração municipal de Bom Princípio pretende dar andamento aos projetos. Conforme o novo coordenador do Departamento de Cultura do Município, Helder John, projetos como do Restauro da Casa Selbach e a revitalização da Rua Irmão Weibert, terão andamento e total apoio do novo governo. E a Prefeitura também auxilia na restauração da igreja Matriz.


Escola de Música
O sobrado da família Selbach foi repassado ao município em contrato de comodato, celebrado em 2013. O acordo firmado com a família Selbach, proprietária do imóvel, prevê a cedência por 20 anos. A responsabilidade da Administração Municipal é o restauro e uso cultural do sobrado, cuja previsão é se tornar a casa dos grupos culturais, espaço cultural e de eventos, além de uma Escola de Música coordenada pela Orquestra WBK. O projeto para restauro do sobrado é de responsabilidade do arquiteto Edegar Bittencout da Luz, que também é responsável pelo da Igreja Matriz.

O lançamento das obras de restauração do sobrado ocorreu em agosto do ano passado. Pelo projeto, além de local para ensaios da orquestra e também dos corais masculino e feminino, e das Meninas Cantoras e Pequenas Vozes, o espaço poderá receber reuniões e outros eventos de cunho cultural. Esta deve ser a destinação da Casa Selbach, que terá salas independentes para cada grupo e nelas um resgate de memórias da Família Selbach e da história do prédio. O prédio histórico, construído sob fundações em blocos de arenito e paredes de tijolos maciços, já sediou hospedaria, posto de combustíveis, estação rodoviária, cartório, padaria, loja de calçados, central telefônica e salão de festas.

Através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) e Lei Rouanet, foram captados mais de um milhão de reais, o que representa mais de 40% do valor total da restauração. E com isso as obras já iniciaram. Atrás dos tapumes da frente do prédio estão trabalhando os operários. Foi tirado todo o madeirame dos três pisos e agora está sendo feita a tomada de fundação, com o reforço do alicerce e paredes. Depois serão feitas as vigas e novas paredes e piso. Após a primeira etapa, numa segunda parte está prevista a construção de um novo prédio atrás do sobrado. A conclusão dos trabalhos depende da captação de recursos.


Restauro da Matriz
A Igreja de Nossa Senhora da Purificação está passando por um grande projeto de restauração. A retomada das obras do restauro ocorreu em 2013, depois dos trabalhos ficarem paralisados por vários anos. Numa primeira etapa já foram restauradas a torre, telhado, relógios e pintura, além da parte elétrica e platibandas. Já na segunda etapa está incluída a parte interna e externa, abrangendo capitel, pinturas, banheiros, escadaria e paisagismo. O andamento dos trabalhos depende da captação de recursos através da Lei de incentivo à Cultura e do poder público.

A centenária igreja é um grande orgulho dos bom-principienses. Além da nova pintura e da torre de 42 metros com quatro relógios, chama a atenção a beleza da parte interna. O órgão de tubos importando da Alemanha em 1923 já foi restaurado. O mesmo está acontecendo com as pinturas, altar, bancos e imagens sacras.

No ano passado o ritmo dos trabalhos foi lento em razão das dificuldades financeiras. A expectativa é de que as obras possam avançar mais neste ano. O trabalho é minucioso para se manter a estrutura original. Foi feita uma análise para se chegar à pintura original e toda a tinta já foi comprada. Na parte externa está em andamento a reforma do oratório, além da construção de banheiros.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Onde você gostaria de morar?
Montenegro
Feliz
Paris
Porto Alegre
Bom Princípio
Caí
Rio de Janeiro
São Paulo


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital