OFERECIMENTO:
Pelo Vale - Quarta-Feira, 01 de Fevereiro de 2017 - Hora:15:30

Cão espancado no Caí ganha alta e vai morar na Feliz

Vitório passou por tratamento em Harmonia e agora foi adotado

Feliz na Feliz: Vitório com sua nova família

Vitório está feliz da vida. Aliás, está de vida nova. O cão que foi violentamente espancado em 7 de janeiro deste ano na Vila Maçonaria, do bairro caiense da Conceição, passou por tratamento numa clínica de Harmonia. Em razão das agressões com pedaços de pau, chutes e até com um martelo, o cachorro perdeu uma das vistas e sofreu várias lesões graves. Só não morreu porque o acusado foi contido por populares e rapidamente socorrido por integrantes da ONG Vira Lata do Caí.

Na clínica em Harmonia, sob os cuidados do veterinário Wagner Frink, passou por cirurgia e transfusão sanguínea devido a perda de muito sangue, além de receber soro, analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos.

Após três semanas internado, Vitório teve alta no último domingo. Ele recebeu este nome justamente pela vitória ao ter sobrevivido ao espancamento. Com aproximadamente 7 anos e sem raça definida, o cão teve outra boa notícia. Foi adotado e ainda no domingo partiu para seu novo lar. Agora ele mora na Feliz. “Vitório é um amor de cachorro. E assim como todo animal merece respeito, um lar, alimentação e muito amor. Será uma troca... fomos adotados pelo Vitório, que também nos proporcionará momentos muito felizes!”, escreveu no facebook a funcionária pública Lia Ribeiro, que junto com o marido Vagner adotou Vitório. O casal, que tem dois filhos gêmeos de 10 meses, tem mais três cachorros, sendo que dois também foram adotados. “Eles se comoveram muito com a história do Vitório. A família se candidatou para a adoção e fizemos uma entrevista. O Vitório está ganhando um lar com muito amor”, comemora a presidente da ONG Vira Lata do Caí, Paola Mello.


Repercussão e punição
Os maus-tratos ao cão Vitório ganharam grande repercussão. O facebook da ONG Vira Lata do Caí, onde foram publicadas as fotos, recebeu na primeira semana mais de 2,5 milhões de acessos, 23 mil compartilhamentos e 7 mil comentários de internautas revoltados. Muitos se ofereceram para ajudar com doações e também surgiram candidatos à adoção.

O caso de espancamento foi registrado pela Brigada Militar e está sendo investigado pela Polícia Civil. O fato também foi denunciado ao Ministério Público. A entidade protetora dos animais espera que o acusado seja punido para que fatos como estes não se repitam. Maus-tratos a animais é considerado crime, devendo ser denunciado aos órgãos de segurança. A lei de crimes ambientais prevê inclusive prisão, além de multa, para quem abandonar e/ou maltratar animais.


Vick recebeu cadeira de rodas
Outros animais também podem ser adotados. Basta acessar no facebook da página da ONG Vira Lata do Caí na internet e conferir as fotos e informações dos cães e gatos que aguardam por um novo lar. São animais que foram abandonados ou vítimas de maus-tratos e acidentes, mas que receberam o socorro e o carinho da entidade. E agora precisam de uma família. É o caso de Vick, que foi atropelada três meses atrás e teve fratura na coluna. A cachorrinha recebeu uma cadeira de rodas e agora aguarda uma adoção especial.

Para os tratamentos e cuidados especiais aos animais a ONG Vira Lata do Caí depende do auxílio da comunidade. Quem puder ajudar pode fazer doações através do Banco do Brasil - Agência 0807-9 / Conta 24240-3, em nome da Associação Protetora dos Animais Vira Lata do Caí (CNPJ: 19.224.673/0001-53).

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Em caso de queda do presidente Temer, você gostaria de:
Eleição Indireta
Eleição Direta


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital