OFERECIMENTO:
Montenegro - Segunda-Feira, 17 de Abril de 2017 - Hora:17:27

Caminhão com cigarros capota na RSC 287

Caminhão era roubado e motorista se atirou com o veículo em movimento

Caminhão destruiu o portão de uma casa e parte da carga de cigarros foi saqueada /Guilherme Baptista/FN

Enquanto era perseguido por agentes da Receita Federal, um motorista se atirou da cabine do caminhão que dirigia e quase provocou uma tragédia. O Mercedes Benz caiu no barranco da margem da RSC 287, próximo da estação rodoviária. Tombou junto às casas da Rua Valesca Lampert, na lateral da rodovia. E por pouco algumas pessoas não foram atingidas. O condutor do caminhão ainda tentou fugir, mas correu para o lado onde a rua não tem saída e ficou encurralado, sendo preso pelos agentes. Além da carga de 125 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai e avaliados em cerca de 625 mil reais, o caminhão tinha sido roubado em Nova Santa Rita.

O fato ocorreu na manhã da última quarta-feira, dia 12, por volta de 9h30min. Conforme um agente da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) da Receita Federal, o caminhão já vinha sendo monitorado desde a BR 386 (Tabaí/Canoas) e continuou sendo acompanhado na RSC 287. “Ele não quis parar. E pulou pela porta do caroneiro”, relata o agente, que participou da prisão junto com dois colegas. Em seguida o acusado foi encaminhado ao hospital, onde foi medicado devido aos ferimentos leves, e na sequência conduzido para a Polícia Federal em Porto Alegre.

Enquanto os agentes efetuavam a prisão, parte da carga que tinha caído do caminhão-baú acabou sendo saqueada por populares que passavam pelo local, o que constitui outro crime de furto. O restante da carga foi levado para o depósito da Receita Federal na capital. O nome e a idade do motorista não foram divulgados.


Grande susto
Uma moradora da rua Valesca Lampert conta que quase foi atingida pelo caminhão desgovernado. “Eu ia abrir o portão de casa para falar com um vendedor de água. Vi o caminhão descendo o barranco e corri para dentro de casa. Se não fosse a grade do portão o caminhão tinha parado dentro de casa”, relata, ainda apavorada. Ela diz que o portão tinha sido recém instalado, com a obra tendo sido concluída na última semana. E agora não sabia quem ia pagar o estrago.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Quem está ganhando a guerra contra o crime na região?
Criminosos
Policia


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital