OFERECIMENTO:
São Sebastião do Caí - Quarta-Feira, 16 de Agosto de 2017 - Hora:08:00

Caminhoneiro morre duas semanas depois de haver sofrido acidente

Carlos Alberto resistiu aos ferimentos do acidente, mas morreu devido a um problema cardíaco

/Arquivo/FN

Na madrugada de 26 de julho desse ano o caminhoneiro caiense Carlos Alberto Pacheco da Silva, de 59 anos, sofreu um acidente sério, quando dirigia um caminhão na reta do bairro Conceição.

O acidente foi de grandes proporções e Carlos Alberto ficou preso às ferragens. Foi atendido pelos bombeiros voluntários que o liberaram depois de três horas de trabalho. Mas Carlos Alberto permaneceu consciente e, aparentemente, seus ferimentos não eram tão graves. Apenas uma fratura no braço e outros ferimentos leves. Ele foi levado ao hospital em Montenegro.

A causa do acidente, pelo que se comentou na ocasião, foi um desmaio do motorista. Com isso o caminhão que ele dirigia atravessou a pista e desceu um barranco no outro lado da rodovia, chocando-se contra um muro.

Poucos dias depois do acidente, Carlos Alberto teve alta no hospital e voltou para sua casa no Caí. Embora acamado, ele estava bem consciente e tranquilo tendo, inclusive, dado informações sobre o ocorrido à reportagem do Fato Novo. Mas acabou morrendo de causa natural, pois era portador de uma deficiência cardíaca. O falecimento ocorreu na última quinta-feira. Ele deixa enlutados sua esposa Antonete e os filhos André e Bruno.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital