OFERECIMENTO:
Pelo Vale - Segunda-Feira, 09 de Janeiro de 2017 - Hora:15:22

Caminhoneiro morre em acidente quando transportava frutas

Paulo Roberto Rohr, o Ventania, era do Pareci e morava em Montenegro

Caminhão de Paulo Rohr tombou na margem da PR 427 /Reprodução/FN

A violência no trânsito levou a vida de mais um caminhoneiro da região. Paulo Roberto Rohr, o “Ventania”, de 67 anos, era bastante conhecido no Vale do Caí. Ainda novo jogou pelo time de futebol do Internacional de Bananal. E fazia mais de trinta anos que trabalhava como caminhoneiro pelas rodovias do país. “O tio era um excelente motorista. Muito cuidadoso. Nunca tinha se envolvido em acidente”, destaca o sobrinho Bruno Rotert, também conhecido pela atuação no futebol.

Paulo Rohr morava atualmente em Montenegro, próximo ao Parque Centenário. Mas residiu a maior parte de sua vida no Pareci, onde tem muitos familiares e amigos. Ele costumava ainda acompanhar os jogos de futebol no Pareci. Isso quando não estava em viagem. “Ele tinha um grande coração. Sempre ajudava os outros”, ressalta Bruno.


Acidente no Paraná
Pai de cinco filhos, “Ventania” passou a virada do ano em Montenegro com os familiares e amigos. E no primeiro dia do ano já pegou a estrada novamente. Em sua página no facebook da internet, onde gostava de colocar fotos do caminhão com o símbolo do Grêmio, o gremista fanático destacava que “caminhoneiro é mais que uma profissão, é um estilo de vida”. Mesmo com todos os perigos do trânsito e de tantos colegas que já tinham perdido a vida nas estradas, fazia questão de continuar no volante, a sua grande paixão.

E partiu no dia 1º de janeiro carregado de cebola com destino a Belo Horizonte. Na volta aproveitou para transportar uma carga de limão e laranja para Montenegro. Foi quando ocorreu o acidente envolvendo o caminhão Mercedes Benz com placas de Caxias do Sul. Conforme notícia do jornal Tribuna do Paraná, o acidente aconteceu no início da manhã da última quinta-feira, por volta de 7h50min, na altura do quilômetro 35 da PR 427, na Região Metropolitana de Curitiba, capital do Paraná.

Paulo Rohr estava sozinho e o caminhão teria saído da pista. Não se sabe o motivo, mas o Mercedes Benz tombou na margem da rodovia, espalhando as caixas com frutas. A cabine do caminhão ficou completamente destruída e “Ventania” não resistiu aos graves ferimentos, vindo a falecer. Conforme o noticiário paranaense, o local onde aconteceu o acidente já é bem conhecido, tanto que o título do jornal foi “Caminhoneiro não resiste na curva da morte da PR 427”. O corpo ficou preso nas ferragens, sendo removido depois para o Instituto Médico Legal.

O corpo de Paulo Rohr só chegou ao Pareci no final da tarde de ontem, quando iniciou o velório. O sepultamento está previsto para a manhã deste sábado, às 10 horas, no cemitério de Pareci Novo.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Voltará a ser presidente
Será preso
Nenhuma das opções


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital