OFERECIMENTO:
São Vendelino - Quarta-Feira, 18 de Janeiro de 2017 - Hora:11:08

Candidatos a prefeito devem ser definidos até 5 de fevereiro

Convenções iniciam em 30 de janeiro para nova eleição em 12 de março

Evandro Schneider e Leomar Willrich podem concorrer novamente /Reprodução/FN

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) definiu o calendário para a realização da nova eleição para prefeito e vice-prefeito em São Vendelino. A nova votação vai ocorrer no dia 12 de março, entre 8 da manhã e 17 horas. Mas a realização das convenções dos partidos para escolha dos candidatos terá prazo que já inicia agora em 30 de janeiro e vai até 5 de fevereiro.

Além de São Vendelino, estão previstas novas eleições nos municípios gaúchos de Arvorezinha, Butiá, Gravataí, Salto do Jacuí e São Vicente. Todos os eleitores que votaram em 2 de outubro do ano passado e que estiverem cadastrados até 1º de fevereiro devem votar. Após as convenções, os partidos ou coligações têm até o dia 6 de fevereiro para registrarem seus candidatos. Já no dia seguinte, 7 de fevereiro, inicia a propaganda eleitoral. Desta vez não terá horário político em rádio. Os mesmos mesários da eleição passada estão convocados para trabalhar no próximo pleito.


Régis diz que não vai se render
Mais votado na eleição de outubro do ano passado, Régis Fritzen (PMDB) ainda aguarda o julgamento dos recursos que ingressou no Tribunal de Justiça e Superior Tribunal Federal (STF). Com a esperança de assumir para o seu quarto mandato, Régis ainda acredita numa decisão favorável que o leve a assumir novamente a Prefeitura. Ele teve a sua candidatura indeferida pelo TRE em razão de uma condenação por improbidade administrativa. Por isso quem acabou assumindo a Prefeitura foi Tiago Fritzen, também do PMDB, vereador mais votado e que foi eleito o presidente da Câmara. Tiago fica no comando da Prefeitura até a definição do novo prefeito.

Para Régis Fritzen sua condenação foi um erro. E estranhou que uma nova eleição foi marcada mesmo sem terem julgado seus recursos. “Não vou me render. Entrei com uma petição no TJ RS”, declara. “Entrei com pedido de liminar para julgamento imediato para que não haja prejuízo a mim (candidato eleito), à população e à própria Justiça”, completa.


Nomes cogitados para concorrer
Em razão da inelegibilidade, Régis não pode concorrer na nova eleição. Mas possivelmente seu candidato a vice, o ex-prefeito José Leomar Willrich, também do PMDB, estará liberado para disputar o pleito. “Isso deve ser analisado pela Justiça”, explica o chefe de cartório da 165ª Zona Eleitoral, Daniel Graeff. “Em princípio não deverá ter impedimento na candidatura de José Leomar, mas pode ter decisão em contrário”, completa. Já quanto à participação de vereadores eleitos também depende de análise da Justiça.

Além de Leomar Willrich, outros nomes cogitados no PMDB são do próprio vereador Tiago Fritzen, mais do ex-vice-prefeito Paulo Hoffelder (Pops), Carlos Lagemann (presidente do partido, Caren Schneider Dalcin e do ex-prefeito Jair Baumgratz.

No outro grupo, o ex-vice-prefeito e candidato à Prefeitura na última eleição, Evandro Schneider (PTB) já se colocou à disposição para concorrer novamente. “Estamos fazendo pesquisas”, afirma. Outros nomes cogitados para concorrer para prefeito ou vice são da vereadora Margarete Gosenheimer, professora Mariana Becher Machado e de Emir Kuhn que foi candidato a vice em outubro. “Ainda vamos fazer algumas reuniões e a convenção”, conclui Evandro.

colunas e blogs

o Vale quer saber

Onde você gostaria de morar?
Bom Princípio
São Paulo
Montenegro
Feliz
Rio de Janeiro
Paris
Caí
Porto Alegre


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital