OFERECIMENTO:
Montenegro - Sábado, 04 de Novembro de 2017 - Hora:08:00

Dois carros não cruzam na mesma estrada, em Pinheiros

Moradores reclamaram que o interior está abandonado

Pedidos de melhorias foram encaminhados através da reunião do Câmara vai aos bairros /ACOM/Câmara

Em mais uma edição do Câmara vai aos Bairros, chegou a vez dos moradores da localidade de Pinheiros, no interior do município, encaminharem as suas reivindicações. E a reunião da última segunda-feira teve uma boa participação no pavilhão da comunidade.

Após as manifestações dos vereadores, logo o primeiro morador a falar já reclamou da situação da estrada da localidade.

Joel Campos citou que a reivindicação de melhoria das estradas, mesma prioridade de outros pontos do interior, compreende um trabalho de conservação, limpeza e manutenção desde a pista de rodagem até as laterais, e adequado escoamento das águas.

Os moradores pediram melhorias no acesso a Pinheiros, desde a “Esquina da Sorte”, com início na Rua Getúlio Vargas, até a RS 411, na Costa da Serra. “Nossas estradas estão totalmente abandonadas. Dois carros não se cruzam. Isto é um absurdo!”, protestou Joel. Foi solicitada também a sinalização da estrada, mesmo de forma provisória, o que consiste na demarcação da via a cada quilômetro entre a “Esquina da Sorte” até a RS 411, facilitando a localização no caso de um chamamento.

Em segundo lugar foi destacado o acesso à telefonia e internet, “prioridade para os jovens, principalmente. O êxodo rural seria evitado, em grande parte, se tivéssemos mais acesso”. Joel lamenta que na visão das empresas, “o interior tem pouca gente, para eles colocarem uma torre. Não têm interesse, pois irão colocar uma torre para cinco, dez moradores”. A melhoria no acesso, segundo os representantes, é justificada pelo fato de que os produtores rurais, por força de lei, serão obrigados a fazer a certificação digital.

Também foi feito o pedido para que as rondas da Brigada Militar ocorram com maior frequência e horários diversificados.

“O interior, realmente, está totalmente abandonado. A segurança é difícil. A gente não pode ter armas, não podemos nos defender e não tem quem nos defenda”, lamentou Campos.

Joel frisou ser importante aos Vereadores terem consciência da importância real da agricultura. “Isto é uma coisa muito séria. Os agricultores estão debandando”. Apelou aos representantes para acharem um jeito de solucionar o problema, e disse não saber qual seria. Foi solicitada a disponibilização de um Engenheiro Agrônomo a Pinheiros, para atender demandas dos produtores rurais. E a instalação de luz trifásica. “Sem esta, tudo fica muito mais difícil para a gente. A minha bomba que uso para irrigar as hortaliças é à gasolina, porque não tem trifásica na localidade”, reclamou.

Os pedidos devem ser encaminhados pelos vereadores à Prefeitura. Finalizando, um menino tirou da urna o nome da localidade que vai receber a próxima reunião do Programa “A Câmara Vai aos Bairros e ao Interior”, em novembro. Bairro Olaria, cumprindo o disposto no regulamento, de intercalar entre a cidade e o interior, será o próximo visitado.

Sobre a situação das estradas do interior, o chefe de gabinete da Prefeitura, coronel Edar Borges Machado, destacou que as condições das vias do município sempre são prioridade para a Administração Municipal. Ele lamentou as dificuldades de maquinário e as recentes chuvas, mas garantiu que as melhorias serão realizadas e que o atual governo tem procurado atender as reivindicações encaminhadas pela comunidade, entre as quais as solicitadas nos encontros do Câmara Vai aos Bairros.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital