OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014 - Hora:13:48

Edição n° 73, de 5 de janeiro a 12 de janeiro de 1984

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Criminosos envergonhados sofrem a condenação do povo

Vera Fava e Carlão confessaram crimes

Na tarde da última segunda-feira, num depoimento que se estendeu por mais de quatro horas, Vera Fava contou à polícia em detalhes como aconteceram os crimes cometidos por ela e seu companheiro Carlos Roberto dos Santos, o Carlão.

A dupla é responsável pela morte do caminhoneiro Egon Schoffen e pela tentativa de homicídio contra o taxista Júlio Emanuelli.

Os criminosos são de São Paulo e estavam no Caí a procura de emprego. Carlão é casado e pai de dois filhos, mas isso não o impediu de vir para o sul com sua amante.

Uma vez no Caí, Carlão e Vera não tiveram sucesso na busca por emprego. Segundo eles, com a falta de perspectiva de conseguir um emprego e consequentemente a falta de dinheiro para comprar a passagem de volta para São Paulo foram os motivos para praticarem o assalto.

O primeiro crime foi uma emboscada contra o caminhoneiro Egon Schoffen. Vera se passou por uma garota de programa e levou Egon até um local retirado adiante do cemitério do Caí. Carlão ficou encondido no mato esperando a hora certa de entrar em ação. Egon estava sem suas roupas, quando Carlão saiu de seu esconderijo e, encostando com o dedo indicador nas costas de Egon disse a ele que ficasse quieto pois era um assalto.

Acreditando estar sendo ameaçado com uma arma, Egon ficou quieto e não reagiu.

No decorrer do assalto, Egon percebeu que Carlão não possuia arma e entrou em luta corporal contra ele. Sentido que o companheiro levaria a pior, Vera agarrou uma pedra e desferiu um golpe na cabeça de Egon, que ficou semidesmaiado. Após isso, Carlão deu vários socos e joelhaços e com uma cinta enlaçou o pescoço de Egon. O casal fugiu para o Caí com Cr$10.000,00 que estavam no caminhão do motorista e so ficaram sabendo da morte de Egon no dia seguinte.

O assaltou rendeu pouco dinheiro e era preciso conseguir mais para poderem abandonar a cidade e voltar a São Paulo.

Três dias após o primeiro crime, resolveram então assaltar um motorista de táxi. Além do dinheiro, teriam o carro com o qual poderiam ir até uma cidade onde pegariam o ônibus. A vítima dessa vez era o taxista caiense Júlio Emanuelli.

Carlão solicitou uma corrida até a localidade do Rio Branco, Emanuelli se prontificou a leva-lo até o local. Na esquina da Empresa Caiense, Vera esperava com duas malas. Vera sentou no banco de trás do automóvel. A cam]
inho do destino, ao passar pela ponte da várzea, Carlão sacou uma faca e pressionando-a contra o pescoço de Júlio, disse que era um assalto. Alguns metros adiante, Carlão tirou Júlio de dentro do carro e caminhando com ele para dentro de uma roça de milho, desferiu-lhe quatro facadas, atingindo-o no abdômen e nas costas, na altura dos pulmões.

Depois do crime Carlão e Vera fugiram para Caxias no carro de Júlio.

Desfile organizado pelo delegado causa polêmica

O desfile dos criminosos Vera Fava e Carlão pela rua principal da cidade às onze e meia da manhã de segunda-feira começou defronte à Climed. Dali ele seguiu com o escrivão Tomé na direção do veículo e com o delegado Edgar Mário dos Santos Cardoso caminhando logo atrás dos dois presos que iam amarrados por uma corda ao para-choque traseiro da viatura. A população concentrou-se em grande número nas calçadas da rua Mal. Deodoro e acompanhou boquiaberta ao desfile.

O fato repercutiu na imprensa da capital, estampado na capa dos jornais, e também em programas de rádio e televisão.

 

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Nenhuma das opções
Voltará a ser presidente
Será preso


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital