OFERECIMENTO:
Terça-Feira, 22 de Abril de 2014 - Hora:15:37

Edição n° 88, de 19 a 26 de abril de 1984

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Franz foi um dos "milionários" da Loteca em Bom Princípio
Os "milionários" da Loteca em Bom Princípio

Quatro principienses que fizeram conjuntamente uma aposta de Cr$ 5.400,00 no último jogo da loteria esportiva fizeram os treze pontos. No domingo ao mesmo tempo que recebiam a notícia de haverem acertado todos os palpites sabiam também que o número de acertadores seria muito elevado. Na terça-feira veio a confirmação. Houve 14 mil acertadores e cada cartão dará direito a Cr$ 106.000,00. Francisco Schmitz e Volnei Schomer são os dois maiores ganhadores, cada um com direito a um terço da bolada. O terço restante será divido entre Vilson Büetcher e Mário Weirich que fizeram apostas menores.

Franz e Volnei ganharão, portanto, Cr$ 35.000,00 cada um, enquanto Vilson e Mário terão direito a Cr$ 17.600,00.

A preocupação deles agora é com os amigos que, sabendo que eles estão "montados na grana", certamente aparecerão para pedir dinheiro emprestado.

Celso e Carmem: Uma união contra as dificuldades

No dia 9 deste mês, um sábado, realizou-se um casamento bastante incomum. Os noivos Carmem Terezinha Ledur e Arno Celso Schor, até então eram duas pessoas solitárias e não tinham muito incentivo para o futuro.

Carmem, natural do Rio Branco, é funcionária da fábrica de luvas - Otto Kesler - de origem humilde, sempre precisou trabalhar. Ela é mãe solteira e com 26 anos tem três filhos. Ela sempre se sentiu marginalizada com a reprovação das outras pessoas. Passou trabalho, mas criou os filhos, que também sentiam-se rejeitados. Celso, natural de Bom Princípio, tem 36 anos e há 29 anos é cego. Quando tinha 7 anos, sofreu um acidente perdendo a visão de uma das vistas. Em consequência do problema sofreu uma catarata que também atingia a outra vista.

Durante esses anos, Celso sempre percebeu o preconceito da sociedade em relação aos deficientes físicos. Mesmo tendo suas limitações, ele leva uma vida normal. Trabalha na terra e dela tira seu sustento.

O casal está residindo em Bom Princípio, e vive realmente uma vida nova. Ambos sentem-se felizes por terem alguém ao seu lado. Os filhos de Carmem, que antes sentiam-se rejeitados, agora, acolhidos pela família do novo pai, tornaram-se alegres e felizes.

Guarani x Rio Branco. Continua tudo igual

A final do campeonato caiense levou um bom público ao estádio do Índio no domingo a tarde.Um futebol jogado na bola e com ótimas atuações dos goleiros Rui Klein e Barão que foram os responsáveis pelo empate sem a abertura do placar.

As duas equipes se alternavam nos ataques, muitos deles perigosos, o Guarani chegou a marcar com Paulinho, mas o juiz acertadamente marcou impedimento. O placar final foi zero a zero. Neste final de semana será realizada a última partida, se não ocorrer um empate novamente.

Uma dupla muito jóia

Duas meninas. Uma chamada Luciane, com sete anos de idade, outra de nome Elena, com seis anos. Estas duas crianças naturais e residentes na pequena localidade de Linha Temerária, no município de Nova Petrópolis estão fazendo sucesso cantando em festas em também nas emissoras de rádio e TV.

Elas são filhas de Affonso e Vitória Pelles dois modestos agricultores com grande entusiasmo, orientam as duas crianças no caminho da arte.

Luciane e Elena forma a Dupla Jóia e apresentam-se cantando em alemão ou português. Recentemente lançaram o seu primeiro LP num baile promovido no Salão Bier em Linha Nova.


 

 

 

colunas e blogs

o Vale quer saber

Com mais barreiras e operações policiais, aumentou a segurança na região?
Não
Sim


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital