OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 05 de Maio de 2014 - Hora:13:45

Edição n° 90, de 3 a 9 de maio de 1984

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Guarani venceu na raça o super time do Rio Branco
Guarani é campeão municipal

Com um gol de Dante, o Guarani chegou no último domingo, à conquista do título de campeão municipal. O Guarani chegou ao título com um time montado este ano depois de muito tempo inativo.

O jogo foi bastante equilibrado, mas o predomínio técnico do Guarani no segundo tempo segurou o ataque do Rio Branco que só nos minutos finais conseguiu chegar a goleira adversária.

O único gol da partida, saiu aos trinta e nove minutos da primeira etapa. O atacante Nilo, do Guarani, cabeceou para o interior da área do Rio Branco.O zagueiro Daniel tirou a bola cabeceando e Sérgio também de cabeça devolveu a bola para a área praticamente nos pés de Dante que chutou com muita força em gol. Barão ainda conseguiu tocar na bola, mas não conseguiu desviar, e a bola morreu nas redes.

Os últimos cinco minutos de jogo foram uma sucessão de arremates em gol contra o Guarani, mas nenhum deles se converteu em gol. Permanecendo o resultado de um a zero que valeu ao Guarani o título de Campeão Caiense de Futebol Varzeano.

Escalações

Guarani: Rui; Fininho, Bordão, Palito e Arrego; Maninho, Chera e Sérgio; Dante (Paulo Vinagre), Nilo e Paulinho (Banana); no banco ainda estavam Nestor, Rael e Delcinho. Técnico: Egon Coelho.

Rio Branco: Barão, Vando, Lambari, Daniel e Ivan; Astor, Luiz Fernando (Rogério) e Paulo Cesar; Eduardo, Foguinho (Peter) e Adãozinho (Ruben). No banco o técnico Donato Hartmann ainda tinha Orlando e Canelão.

Público recorde na primeira noite do festival

Foi impressionante a quantidade de pessoas que acorreu a Feliz durante a noite do último sábado, batendo todos os recordes de participação de público nesta promoção que já realiza há dezessete anos.

Quase dez mil pessoas empenharam-se em consumir tanto quanto podiam do chopp. Ao final das doze horas conseguiram dar cabo de nada menos de 22.000 litros de chopp.

No próximo sábado será realizada a segunda noite do festival e espera-se que o movimento iguale o de sábado passado. Há ainda a perspectiva de que o Governador do Estado compareça.

Cahy ou Caí?

 

O nome São Sebastião do Caí está grafado de maneira imprópria, segundo a opinião do vereador Tomé Flores. Segundo ele, deveríamos escrever São Sebastião do Cahy, voltando a última palavra a ser escrita a maneira antiga, como se fazia antes da reforma ortográfica.

A vantagem principal que vê o vereador nesta mudança, é evitar a confusão da palavra Caí (que vem do tupi-guarani e significa Rio da Mata, nome que os índios deram ao nosso rio) com o verbo cair.

A Câmara Municipal já aprovou, com voto favorável de todos os vereadores presentes. A proposta agora será apreciada na Assembléia Legislativa do Estado.

Muitos acidentes ao fim do festival de Feliz

Dois fuscas capotaram. Um em Bom Princípio e outro no Vale Real. Também no Vale Real um rapaz foi atropelado. Nenhum deles com vítima fatal. E houve ainda alguns acidentes de pequena monta.

O mais grave foi o atropelamento do jovem Mauro Koch, de 20 anos, que depois de trabalhar no festival, dirigia-se à pé para a casa de seu pai Amilton Edgar Koch, no Vale Real.

Por volta das seis e meia da manhã, uma kombi azul clara o atropelou. A vítima foi levado para o hospital e operado por volta das dez da manhã. O jovem teve extraída, na operação, a sua bilis, mas encontra-se bem.

 



colunas e blogs

o Vale quer saber

Onde você gostaria de morar?
São Paulo
Caí
Paris
Porto Alegre
Bom Princípio
Rio de Janeiro
Montenegro
Feliz


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital