OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 01 de Fevereiro de 2016 - Hora:10:19

Edição nº 181 de 30 de janeiro a 5 de fevereiro de 1986

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Floresta: O carnaval do samba no pé

A Floresta Montenegrina é a escola de samba do povo de cor em Montenegro. Mas muitos brancos participam também da escola, provando-se com isto que o reino do carnaval é um dos que menos apresenta o problema das divisões raciais. A Floresta é também uma escola nova, mas que vem crescendo de ano a ano e no próximo dia 8 de fevereiro deverá lançar-se na Ramiro Barcelos com um contigente de quase 250 sambistas.

O tema da escola é afroreligioso e homenageia Mãe Menininha do Cantuá e estarão representadas no desfile várias figuras de candomblé, como Oxum, Oxum Menina e Pompa Gira.

No grande desfile do dia 8 será a Floresta Montenegrina a primeira escola a botar o pé na avenida.


Paulo Machado morre em acidente no Lajeadinho

A madrugada de sábado, dia 25, estava bastante calma na localidade de Lajeadinho. Por volta das duas e meia, quase todos dormiam, quando um carro se chocara contra uma árvore existente à margem da rodovia RS 122. O barulho foi tanto que acordou a todos os moradores da redondeza. Várias pessoas acorreram logo ao local pensando em socorrer à vítima. Encontraram lá, para sua surpresa e pesar, uma pessoa conhecida: o jovem Paulo Machado, filho de José Machado, dono do posto de gasolina da vila de Conceição. Paulo tinha apenas 22 anos (completaria 23 no próximo dia 14 de fevereiro) mais era um rapaz muito dinâmico e conhecido de todos pelo seu trabalho no posto e também pela sua atividade como jogador de futebol. Ele foi o ponta esquerda do Altaneiro da Barra, um dos melhores times de futebol do município.

Paulinho, como era conhecido, chocou-se contra árvore com extrema violência. Seu automóvel, um bonito Chevrolet Comodoro branco, ficou totalmente destruído. Ao que tudo indica, o motivo do acidente foi o fato do motorista haver dormido na direção .


Racionamento já começou

Desde o dia 20 de janeiro, foi decretado aos consumidores de toda a região sul do país que diminuam o seu consumo de energia elétrica em 20% no seu gasto global.

Enquanto durar esta situação, o fornecimento de energia para fins esportivos e de propaganda estão suspensas.

Os gastos com água também devem ser moderados, pois o uso exagerado estará colaborando para a diminuição do nível de água dos rios. Desta forma, as irrigaçacões dos jardins e lavagens de carros domiciliares estão proibidas até segunda ordem.


Rio Caí está impróprio para banho
A situação dos rios e arroios na região não é das mais animadoras. O rio Caí, que até o ano passado era muito procurado pelos banhistas atraindo gente até mesmo de cidades distantes, este ano mostra-se impróprio para o banho. A água quase sempre está carregada de limo, ou seja de algas, que dão um tom esverdeado à água. Este problema se deve basicamente à pouca quantidade de água que corre atualmente pelo rio, em virtude da seca. Quando há esta presença exagerada de algas na água eleva-se p PH acima de 9%, o que significa que há uma exagerada quantidade de hidrogênio na água. Nestas circunstâncias, não é recomendável que se tome banho no rio, pois podem ocorrer lesões na pele.

Quando chove e o volume de água aumenta desaparece o limo e novamente é possível tomar sem maiores riscos.   

 

 

colunas e blogs

o Vale quer saber

O Vale do Caí está preparado em caso de desastres naturais como o da semana passada?
Não
Sim


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital