OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014 - Hora:13:54

Edição n° 109, de 13 a 19 de setembro de 1984

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Com suas vitórias nas maratona no domingo passado, o centro garantiu o título deste ano
Olimpíadas: O Centro é o campeão
No último domingo encerrou-se mais uma Olimpíada Caiense com a rústica, sagrando-se como campeã a Equipe Vermelha, do Centro. A participação este ano foi muito intensa, tanto por atletas como pelas torcidas, que compareceram em massa onde se efetuavam as disputas. A classificação geral foi a seguinte: Como campeã, a equipe vermelha somou 545 pontos; em segundo ficou a equipe branca, da Coréia, com 528 pontos; Em terceiro ficou a equipe verde, do Quilombo, com 491 pontos; E em quarto, como no ano passado, a equipe amarela, da Vila Rica e Rio Branco, com 444 pontos. 

Cooperativa Ouro do Sul está salva 

Em histórica reunião dos conselheiros da Cooperativa Ouro do Sul, foi tomada a decisão de reduzir a taxa de capitalização retida pelos associados de 3 para 1%. Isso significa que os piores momentos já passaram. A crise geral está aí, mas a Cooperativa já tem oxigênio para respirar. A cooperativa agora está com todas as obrigações sociais e fiscais em dia.

O próximo passo é cadastrar todos os produtores rurais dos municípios de atuação da cooperativa. Para poder decidir com segurança em que novos setores a cooperativa deverá investir.

Morangos de Feliz: Os melhores do mundo

Jonas Machado, muito conhecido na Feliz coordenará o programa que em breve permitirá a realização dos exames para apurar a presença de produtos tóxicos nos morangos e outros produtos no município. As análises têm sido realizadas em Porto Alegre, e vem mostrando um índice muito satisfatório.

Jonas garante que logo os morangos de Feliz estarão isentos de qualquer presença de venenos. Com isso se acredita que os consumidores voltem rapidamente a confiar e consumir os morangos produzidos no município de Feliz.

Ladrões descobrem São José do Hortêncio

O padre Albano Jacob Volkmer que há três anos mora em São José do Hortêncio foi vítima de larápios.

De manhã ao levantar-se, viu que o seu Fusca 75 não estava na garagem. Continuava lá o Fusca da Comunidade, ano 82, muito mais novo. Os ladrões preferiram levar o carro particular do padre provavelmente por que este estava com o tanque cheio.

No dia seguinte, padre Albano foi atrás da polícia para comunicar o furto e teve um excelente apoio na Polícia Rodoviária, que comunicou o fato pelo rádio para as outras polícias. Uma hora depois o carro já havia sido encontrado. Ele passava por Portão sem placas. Tentou detê-lo, mas os ladrões saíram em disparada e entraram por uma estrada secundária, a perseguição só acabou quando os ladrões capotaram com o carro do padre, amassando-o muito. No carro a polícia encontrou apenas uma senhora à qual os larápios haviam dado carona em virtude do carro dela haver estrago.

Também na fábrica de calçados Arlete, os ladrões tentaram arrombar o cofre, não conseguindo, conformaram-se, então, a roubar 40 pares de calçados e ainda as 5 rodas do carro da firma.

Em São José do Hortêncio, onde não costuma acontecer esse tipo de coisas, não existe polícia. Mas a população começa a achar que já está na hora de começar a existir

 

 

colunas e blogs

o Vale quer saber

Após a delação premiada, os diretores da JBS devem:
Ficar livres
Ser presos


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital