OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 03 de Novembro de 2014 - Hora:13:41

Edição n° 116, de 1º a 7 de outubro de 1984

Resumo de notícias de 30 anos atrás

24 pessoas ficaram dentro de um Fiat

Deu de tudo na Gincana do Rotary

Realizada no Caí no último fim de semana, com três equipes participantes, a promoção realizada pelo Rotary foi um sucesso.

Uma das tarefas exigia que as equipes procurassem raízes de mandioca ou aimpim, ganhando a competição, a equipe que conseguisse a mais pesada. Isso obrigou os competidores a percorrer o interior na madrugada de sábado. Venceu a equipe Maria Fumaça com uma raiz pesando 5 quilos e 400 gramas.

Outras tarefas eram enigmáticas. Uma era escrita em húngaro. Venceu a equipe Pássaro de Fogo, graças a Wallace Kruse, que identificou a língua e Carlos Svitko que decifrou a charada.

Outra tarefa diferente foi uma corrida de bicicleta, com o detalhe de que os competidores tinham que andar com a bicicleta empinada. No mesmo lugar, também foi colocado um Fiat 147 dentro do qual as equipes tinham de espremer o maior número de pessoas que fosse possível. Venceu a equipe Maria Fumaça colocando 24 pessoas.

Ainda no fim da noite de sábado foi realizado o futebol do amor, uma competição de futebol disputada por dois times, cada um composto de cinco casais amarrados. A disputa foi um sucesso de tombos que fez o público divertirem-se a valer.

Saiu vencedora da gincana a equipe Pássaros de fogo com ampla vantagem sobre a Maria Fumaça, a segunda colocada e a Equipelados, terceira.

Dona Lílian: 31 anos de magistério

Dona Lílian tinha apenas 18 anos quando começou a lecionar. Ela era solteira e morava no Chapadão. Foi no ano de 1953 que ela conseguiu a sua nomeação para uma escola do município e foi designada para lecionar na longínqua localidade de Serro da Glória, nas proximidades de Nova Palmira. Que naquela época pertencia ao Caí.

Para chegar a esta localidade, ela tinha que ir de ônibus até Arroio do Ouro e dali andar mais uma hora a cavalo. Depois de um ano foi transferida para Vale Real. Em 1955, foi transferida para o Chapadão, podendo morar com os pais. Nesta escola permaneceu por 28 anos até sua aposentadoria.

Sua maior alegria é saber que ao longo de tantos anos de trabalho contribuiu para aumentar a cultura de milhares de pessoas melhorando suas vidas através da educação.

Calor de 37 graus leva milhares de pessoas à beira do rio

Normalmente nesta época do ano as temperaturas ainda são baixas e as águas do rio ainda se encontram altas.

Este final de outubro, no entanto, está bem diferente, o nível do rio está baixo, as águas não estão embarradas como normalmente e o calor sufocante deste último domingo fez com que milhares de pessoas se espalhassem pelos principais balneários da região.

De Montenegro para cima, as águas do Caí são limpas e existem vários balneários atrativos, no entanto, devem-se tomar certos cuidados, pois estas águas não são tão seguras como parecem e em anos anteriores já aconteceram muitos casos de afogamento de banhistas.

Ponte da Feliz continua ameaçada de ruir
Apesar da proibição decretada pela prefeitura para impedir a passagem de veículos de tonelagem superior a 12 toneladas, alguns caminhos de alta tonelagem continuam passando sobre a ponte de ferro existente no centro da cidade. Esta ponte foi construída no inicio do século e ameaça ruir caso continuem a passar veículos pesados. Outra transgressão frequente é a passagem de mais de um ônibus lotado ao mesmo tempo sobre a ponte, o que também excede a capacidade de resistência da ponte. 




 

 

colunas e blogs

o Vale quer saber

Você costuma fazer doações para pessoas que estejam precisando?
Não
Sim


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital