OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 17 de Novembro de 2014 - Hora:13:36

Edição n° 118, de 15 a 21 de novembro de 1984

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Nelson matou para roubar e para herdar a propriedade dos dois velhos

Jovem montenegrino assassina os próprios pais adotivos
Em Linha Pinheiro Machado, próxima a Maratá, no interior de Montenegro, vivia o casal Bruno e Maria Holdefer simples agricultores. Dona Maria não podia ter filhos, por isto eles resolveram há muitos anos adotar um garoto de sete anos.


O menino ficou com seus pais até os 15 anos, depois saiu pelo mundo, na segunda passada voltou, acompanhado de seu irmão mais velho com um plano criminoso.

Ao chegarem na chácara, encontraram apenas Dona Maria que dava milho para as galinhas, quando estava de costas João Paulo fulminou-a com um tiro de revólver que trazia na cintura.

Seu Bruno não estava em casa. Quando voltou e entrou em casa deparou-se com João Paulo que lhe apontava uma arma, logo em seguida disparando um tiro em sua testa.

Depois do crime, e de terem roubado diversos objetos de valor, os dois se dirigiram para casa de João, em Montenegro. A polícia não teve dificuldade em descobrir que eram eles os autores do crime.

Homenagem a um padre muito diferente

A prefeitura Municipal e o Círculo Operário Caiense prestaram no último domingo uma homenagem ao fundador desta entidade, o padre Pedro Fernando Müller, jesuíta, que foi vigário do Caí entre 1936 a 1944.

Padre Fernando era muito dinâmico e entusiasta das novas ideias.

Antes de ser o pároco da nossa comunidade cuidou da paróquia de Feliz e lá adquiriu, pelo ano de 1930, uma baratinha tornando-se o primeiro padre motorizado do estado.

Enquanto estava no Caí fundou a entidade Círculo Operário e com ela foram construídas na época, além da Creche Santo Antônio, casa populares no ano de 1940. Para fazer tai obras, padre Fernando usou da sua liderança, construindo-as com a ajuda dos operários que trabalhavam em regime de mutirão.

Baile das debutantes de 1984

No próximo sábado, com início às onze horas da noite acontecerá o Baile das Debutantes do Clube Aliança.

Nada menos que vinte e uma meninas moças, na sua maioria com idade entre 14 e 15 anos, farão seu debut naquela noite. Inspirados na infância que estas jovens começam agora deixar para trás iniciando uma nova fase da sua participação social, os organizadores da festa deram ao baile o nome de Noite da Cinderela e fizeram a decoração do salão inspirada nos contos de fadas. Com direito a carruagem e castelo medieval.

As debutantes são: Adriana Coelho, Ana Carla Coelho, Ana Christina Becher, Ângela Maria Shneider, Carla Lisiane Müller, Débora Scheid, Denise de Morais Machado, Inesita Steffen, Janice Terezinha Schons, Jaqueline Selegar, Jeanine Campani, Joseane Siqueira Pithãn, Kênia Simone Werner, Lara Galgani de Melo, Lerenice da Câmara Nunes, Lilian Susani Lamb, Luciane Maria Coimbra Fritzen, Márcia da Silveira Schöler, Márcia Vencato Sonemann, Rejane Hartmann, Valéria Soares Echevenguá.

Caí terá Ciretran ainda este ano

No próximo mês o Caí já deverá contar com seu Ciretran e Posto de Identificação, ambos funcionando junto à Delegacia de Polícia. Com isso será possível fazer na cidade as carteiras de motorista e de identidade, que até agora só podiam ser feitas em outras cidades como Feliz e Montenegro.

Também uma área de 1.500 metros foi doada pela prefeitura ao Poder Judiciário para a construção de um prédio próprio para o Fórum.

 

 



colunas e blogs

o Vale quer saber

Qual melhor solução para reduzir as enchentes?
Dique
Nenhuma alternativa
Remoção de famílias
Canal do rio


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital