OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 13 de Abril de 2015 - Hora:08:47

Edição n° 139, de 11 a 17 de abril de 1985

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Neste final de semana o Caí viverá a maior festa gauchesca
É tempo de rodeio 

Começa na próxima sexta-feira, às oito horas da manhã, o 6º Rodeio Crioulo de São Sebastião do Caí. Com pilcha ou sem pilcha, os caienses que amam a tradição cultural do estado vão integrar-se no Parque Centenário à consagrados artistas que participarão do rodeio. Pessoas como Luis Meneses, Dimas Costa, Indio Sepé, o gaiteiro Valter Lorandi, Adelar Bertussi, os integrantes do conjunto Os Chimarritas, Airton Pimentel e outros tantos nomes consagrados da arte folclórica estarão no rodeio, não apenas se apresentando para o público local mas convivendo, conversando e dividindo o amor pelas coisas do rincão gaúcho.

Haverão também competições de tiro de laço e competições artistícas, com concursos de declamações, de trovas e de canções. Simultaneamente, prosseguem as competições da parte campeira, com a gineteada.

No domingo de manhã os gaúchos passearão pela cidade com seus cavalos, posteriormente começarão as competições novamente no parque.

Acredita-se que este ano perto de 200 barracas estarão armadas no parque. Nesta ocasião, vem gente de todo o estado, bem como gaúchos de outros estados e os castelhanos do Uruguai e Argentina.

Festival de Chopp será neste sábado

Neste sábado ocorre a primeira noite do 18º Festival do Chopp. Com início às nove horas da noite ela se estenderá até às seis horas da manhã quando ocorre um rápido intervalo para que os três salões sejam limpos, tendo início novamente às onze e meia da manhã.

O festival já é o maior do gênero no Brasil e o segundo maior no mundo.

Serão ao todo quarenta horas de músicas com quatro bandas tocando em três salões e um pátio ao ar livre. Circularão de um salão para o outro 30.000 pessoas e a previsão é de que 80.000 litros de chopp serão consumidos.

Incêndio no depósito de couro provoca fumaça por uma semana

Na última semana um menor ateou fogo ao depósito de couro situado no centro do bairro Rio Branco.

O resultado foi uma fumaceira tremenda e nem mesmo a forte chuva que caiu naquela mesma tarde e dias seguintes conseguiu apagar o fogo. Até hoje, passado mais de uma semana, continua a sair fumaça do local. E esta é uma fumaça mal cheirosa e que tem uma certa gordura que suja as casas. Segundo um ecólogo a fumaça não é prejudicial à saúde.

Os retalhos vinham sendo trazidos há tempo da fábrica Reichert de Feliz para aquele terreno, pertencente ao Esporte Clube Rio Branco, que futuramente será aterrado.

Experiências com morangos na Feliz

O agrônomo alemão Ralf Wagner foi contratado pela prefeitura de Feliz para desenvolver estudos sobre o plantio de morangos sem o uso de inseticidas.

Foram plantadas na semana passada três espécies diferentes de morango numa aréa de 4 hectares. Serão testadas na plantação coberturas de palha de pinos, de palha de arroz e de casca de acácia e comparadas com a cobertura de plástico preto.

Nesta semana serão plantadas mudas de alho no entremeio dos pés, pois elas tem a virtude de espantar insetos portadores de pragas. Até junho deverá ocorrer a colheita e já se terá talvez alguma conclusão a tirar da experiência.




 




 

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Nenhuma das opções
Voltará a ser presidente
Será preso


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital