OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 13 de Julho de 2015 - Hora:09:52

Edição n° 152, de 11 a 17 de julho de 1985

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Juventus conquistou o campeonato vencendo o Guarani
Juventus Campeão do Intermunicipal

O campeonato foi encerrado no último domingo com um jogo que aconteceu no estádio do Guarani. Nele o Juventus conquistou a vitória pelo placar de três a um sobre a equipe do Guarani.

Com a conquista deste título, o Juventus volta a dar alegrias à sua torcida depois de dois anos de grandes decepções. Depois de ter sido duas vezes campeão felizense em 1981 e 1982 o time foi mal no campeonato de 1983 e muito mal no campeonato de 1984, quando sequer conseguiu classificar-se para a fase final.

No jogo decisivo o Juventus teve o seu primeiro gol aos 33 minutos em jogada pessoal de Clóvis. Sete minutos mais tarde, Milto marcou mais um gol para o time. Por fim, aos 44 minutos, Julinho marcou o terceiro gol do Juventus. O primeiro tempo terminou com o placar de três a zero para os felizenses. O Guarani só veio marcar seu primeiro gol aos 38 minutos do segundo tempo quando Paulo Cesar Tatu, marcou o gol de honra do time. Ainda houve mais tentativas do Guarani em busca de mais gols, mas o Juventus conseguiu conter as investidas e o placar ficou por isso mesmo: três a um, Juventus Campeão Intermunicipal de 85.

Fabrícia Mentz é a Garota Country 85

Fabrícia, a nova Garota Country, eleita no último sábado numa grande festa jovem promovida por aquele clube, é uma jovem simpática e inteligente, além de bonita, que tem 16 anos e um sonho: quer ser bailarina.

Fabrícia é filha de Armin Pedro Mentz, o popular Pítia, e de Marli Mentz. Ela estuda na Escola Normal e pretende prosseguir seus estudos na universidade fazendo curso de Educação Física ou de Tradutora Interprete. Seu maior sonho, é o de dedicar-se à dança. Estuda Balet há seis anos, e no próximo ano talvez vai estudar em Porto Alegre.

O Garota Country foi a sua primeira participação num concurso deste tipo e ela impressionou os jurados com sua cultura, beleza, simpatia e desembaraço.

Filho da Rainha da Inglaterra esteve em Bom Princípio 

Um rapaz pegou um táxi em Caxias do Sul e pediu ao motorista que o levasse até Porto Alegre. Durante a viagem, ele foi contando ao motorista o seu problema. Disse que era filho da rainha da Inglaterra e precisava voar imediatamente para Inglaterra para cuidar de negócios que tem por lá. Antes disso teria de passar na agência do banco do qual é gerente e que tem filial em Porto Alegre.

Desconfiado da história, o motorista do taxi parou na polícia rodoviária, contou o caso e o rapaz foi levado para a delegacia, dizendo-se para ele que uma pessoa assim tão importante, não podia viajar sem uma autorização do delegado.

Na delegacia o jovem princípe ficou detido para averiguações. Ele conversou animadamente com os policiais, demonstrando grande cultura e conhecimento de diversas línguas estrangeiras. Acabou por mostrar um fino cartão de visita no qual constava sua verdadeira identidade. Seu nome era Edgar Schiavenin, residente em Caxias do Sul. Constava no cartão também um número de telefone. Discando para este número, a polícia descobriu que o jovem era louco. Foi a própria mãe do rapaz que atendeu e disse que ele era muito perigoso.

Desta forma, o jovem foi mantido algemado na delegacia até que apareceu por lá um familiar acompanhado de dois policiais, que o levaram para o hospital psiquiátrico de Ana Reck.

Curiosamente, durante a sua estada na delegacia de Bom Princípio a certo momento os policiais quiseram-lhe oferecer um chimarrão e, para que ele pudesse tomá-lo ofereceram-se para tirar suas algemas. Ele, que dizia-se um experiente militar com passagem pelas Malvinas disse que não era muito conveniente dar tais facilidades a um prisioneiro. Os policiais ouviram o seu conselho e ele teve de tomar o seu chimarrão com as mãos ainda algemadas, enquanto o inspetor Vilande segurava a cuia para ele.

 

 

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Será preso
Voltará a ser presidente
Nenhuma das opções


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital