OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 29 de Fevereiro de 2016 - Hora:10:33

Edição nº 185 de 27 de fevereiro a 5 de março de 1986

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Parque da Feliz terá 12 hectares
Juventus campeão felizense

Num campeonato que até perdeu a graça, tamanha a superioridade que o Juventus apresenta sobre os demais clubes participantes, o time da sede conquistou no última domingo os pontos que lhe faltavam para sagrar-se, definitivamente campeão felizense de 85-86. A conquista do título, por antecipação, uma vez que resta ainda mais uma rodada a ser disputada no próximo domingo, deu-se num jogo que bem demonstra a superioridade do Juventus, pois ele venceu a equipe vice-campeã, o São Pedro da Forqueta, com uma goleada de cinco tentos a um. O único título ainda em disputa é o de campeão de aspirantes. Nesta modalidade, o Juventos também lidera. Domingo, portanto, na preliminar do jogo entre Benfica e Juventus, será decidido o campeonato de aspirantes. Um empate basta para o Juventus.

Neste jogo que serviu para consagrar o Juventus como Campeão Felizense de 85-86, a equipe escalou com Serginho; Hebert (Leocir), Irineu, Diogo e Fox (Julinho); Elton, Clóvis Nienow (Milton), Altair e Miltinho (Cali).


Prefeitura de Feliz desapropria área para fazer um parque na cidade

O prefeito Paulo Caye, decretou a desapropriação de doze hectares de terra existentes bem próximos ao centro da cidade, além do cemitério, entre a RS 452 e o Rio Caí. A área é, em parte, inundável, mas tem a vantagem de estar situada muito próxima ao centro, prestando-se muito bem à finalidade a que ali se destina.

As terras desapropriadas pertenciam a Artur Ruschel, 36.436 m²; Mitra Arquidiocese Católica, 12.000 m²; Valentin Rauber, 41.730 m²; Escola das Irmãs, 22.227 m²; Augusto Evaldo Rucker, 1.275 e Wilibando Graebin, 4.438.

As terras foram avaliada para desapropriação à base de sete milhões por hectare, o valor este que teve a concordância inicial do juiz, pode ser contestado pelos proprietário, pois os mesmos têm este direito. Pela avaliação inicial, a propriedade toda custará à prefeitura 81 milhões de cruzeiros.


Seleção Caiense brilha na apresentação contra os titulares do Inter

Perante um público nunca visto antes num campo de futebol do Caí, apresentou-se na tarde de ontem a equipe do Internacional de Porto Alegre contra a Seleção Caiense. No campo do Guarani aconteceu uma partida sensacional que fez o público vibrar, o Internacional venceu a Seleção Caiense pelo escore apertado de dois tentos a um.

O Inter apresentou-se com Taffarel; Luiz Carlos, Pinga, Aluísio e Marco Aurélio; Ademir, Tita e Ruben Paz; Robertinho, Cesar e Balalo. No segundo tempo entraram Carlos Alberto, Airton, Alcântara, Sílvio e Maurício.

A Seleção Caiense teve a participação de Ruy; Dé, Coelho, Bordão e Japa; Tatu, Élcio e Tuguinha; Laercio, Silvio e Eduardo. No segundo tempo entraram Chera, Piava, Clóvis Duarte e Gerson.

Ruben Paz fez dois gols para o Inter e Coelho fez um para a Seleção Caiense.


Finalmente, o fim da seca

As chuvas começam a chegar, fazendo diminuir as preocupações com as ameças de racionamento de água e luz e os prejuízos na agricultura.

A enorme seca que já se prolonga desde o final do ano passado acarretou enormes prejuízos para as plantações em geral.

As chuvas ocorridas até agora ainda não foram suficientes para devolverem aos rios os seus níveis d'água normais.

 

 

 



colunas e blogs

o Vale quer saber

Qual melhor solução para reduzir as enchentes?
Remoção de famílias
Nenhuma alternativa
Canal do rio
Dique


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital