OFERECIMENTO:
Montenegro - Sábado, 27 de Janeiro de 2018 - Hora:08:00

EGR nega a possibilidade de pedágio na RSC 287

Projeto para as rótulas deve estar pronto em 60 dias

Vereador Joel mostra para Airton Quadros mapa das rotatórias /Guilherme Baptista/FN

O diretor presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Nelson Lídio Nunes, declarou que não existe nenhum estudo sobre a possibilidade de instalação de praça de pedágio na RSC 287. “Não existe absolutamente nada a este respeito”, garantiu. Ele ressaltou que as obras nos trecho de 7 quilômetros que a EGR assumiu em Montenegro serão executadas com recursos do pedágio de Portão.

Nelson Lídio estranhou a informação de que poderia ocorrer a concessão da RSC 287 para a iniciativa privada e com isso ser instalado pedágio. “Não temos nenhuma definição de mais praças de pedágio na 287”, declarou. O presidente da EGR só confirmou que está sendo feito o projeto para as melhorias no trecho urbano de Montenegro, visando aumentar a segurança na travessia da rodovia. Além da RS 240 e da RS 122, que a EGR faz a manutenção na região, agora também o trecho entre o trevo do Shell (entrada de Montenegro) e o trevo do Frigonal (acesso para Costa da Serra) passou a ser mantido pela EGR. Isso já foi assinado pelo governador José Ivo Sartori no final do ano passado e também foi firmado um convênio com a Prefeitura de Montenegro para a elaboração do projeto de melhorias.

Ainda neste mês de janeiro a EGR já começou a realizar algumas melhorias, como a limpeza de canteiros, laterais da pista e bueiros. Os trabalhos são executados por uma empresa terceirizada. Além disso foi feito um serviço de tapa-buracos. O presidente da União Montenegrina de Associações Comunitárias (UMAC), Airton Quadros, fez questão de registrar em fotos a realização dos primeiros trabalhos. Morador do bairro Panorama e uma das principais lideranças na luta por mais segurança na travessia da faixa, ele comemorou a chegada da EGR. “Seja bem-vinda EGR e que venham as melhorias para aliviar o sofrimento do nosso povo”, postou em seu facebook, lembrando os inúmeros acidentes e vítimas no trecho entre os bairros Panorama e Santo Antônio.


Seis rotatórias
O vereador Joel Kerber (PP) também está comemorando a chegada da EGR a RS 287. Mostrando um mapa planimétrico, aponta que estão previstas seis rotatórias fechadas no trecho urbano de Montenegro, tendo como pontos a altura do Posto Fatur e nos trevos do Shell, Ipiranga (cruzamento com a rua Ramiro Barcelos), Renauto (trevo da rodoviária), entrada da Vila Esperança e no cruzamento com a RS 124. Além disso, estão previstas vias laterais e possivelmente até trechos com ciclovias. Tudo isso deverá ser definido no projeto.

Ainda não se tem previsão para o início das obras. Joel obteve a informação de que em 60 dias deve ser concluído o projeto. Depois deverá ter um prazo de cerca de trinta dias para a sua aprovação e mais o período para a licitação que definirá a empresa responsável pela execução dos serviços. Nelson Lídio lembra que também depende das licenças ambientais, já que serão necessárias algumas intervenções. Por isso o presidente da EGR prefere não falar em prazos. Mas Joel acredita que esta parte de documentação esteja concluída até a metade deste ano, para então iniciarem as obras.

Como os trabalhos serão feitos por etapas, Joel diz que a prioridade deverá ser para as rotatórias do Ipiranga e da Renauto, no trecho do bairro Santo Antônio. Já no bairro Panorama não está prevista rotatória. Os motoristas que quiserem atravessar ou saírem do bairro em direção ao Parque Centenário terão que utilizar a rotatória da Santo Antônio ou sob o viaduto da antiga rede ferroviária através de uma via lateral que deverá ser construída. Somente pedestres e ciclistas poderão atravessar, já que no centro da pista terão barreiras de concreto impedindo a travessia de veículos. Para atravessar a faixa, entre os bairros Panorama e Santo Antônio, somente nas rotatórias. Isso deverá reduzir os acidentes, já que a maioria ocorrem nas travessias. E com as rotatórias os motoristas também serão obrigados a reduzir a velocidade. Além disso, facilita para os pedestres, que terão de olhar apenas para uma pista e depois para a outra. Mesmo assim Airton Quadros entende que deveria ter uma maior preocupação com a segurança dos pedestres. Sobre isso, o vereador Joel diz que terá refúgios para os pedestres poderem atravessar com segurança. E futuramente também poderão ser construídas passarelas.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital