OFERECIMENTO:
Sbado, 16 de Setembro de 2017 - Hora:08:00

Emancipações provocaram um salto de progresso nos municípios do Vale do Caí

A história da região fornece argumentos eloquentes do quanto as emancipações podem impulsionar o progresso

Bom Princípio, que atualmente promove um dos maiores eventos do estado, é uma prova de como as emancipações favorecem o progresso /Camila Tempas

No momento em que São Sebastião do Caí se torna o centro de atenções do movimento emancipacionista O Sul é Meu País, é bom lembrar o espetacular progresso ocorrido no Vale do Caí devidas 16 emancipações ocorridas no final do século XX.

Em dezembro de 1981, quando o Fato Novo começou suas atividades, o Vale do Caí era formado por apenas cinco municípios: Montenegro, Caí, Feliz, Portão e Salvador do Sul. Na sua segunda edição, publicada na última semana daquele ano, o Fato Novo estampou a sua primeira grande reportagem e o assunto era emancipação.

Ocupando as duas páginas centrais daquela edição, a matéria apresentou aos seus leitores o projeto de emancipação de Bom Princípio. O movimento, que foi impulsionado pelo principiense Arno Carrard, causou impacto e, embora tenha sido muito combatido por parte das lideranças da região, acabou sendo vitorioso. O começo de vida do município de Bom Princípio não foi muito fácil. A localidade de Bom Princípio, na época, não passava de uma lugarejo (apesar do esplendor da igreja e do seminário, que já existiam na época). As poucas ruas, na sua maioria, não eram pavimentadas e as estradas do interior eram intransitáveis nos invernos chuvosos.

Mas não demorou muito para que os leitores do Fato Novo começassem a se surpreender com as notícias de pavimentações, expansão da rede de abastecimento de água até para localidades do interior, construção de escolas. Era flagrante que o novo município progredia bem mais do que a sede municipal.

O sucesso da emancipação de Bom Princípio repercutiu pela região através das páginas do jornal e isso fez com que muitos outros distritos caienses, montenegrinos e salvadorenses decidissem seguir o exemplo de Bom Princípio. Rapidamente foram surgindo novos municípios: Brochier, Maratá, Capela de Santana, São José do Hortêncio, Pareci Novo, Harmonia, Tupandi, São José do Sul, São Pedro da Serra, Barão, São Vendelino, Alto Feliz, Vale Real e Linha Nova.

Ao longo dos anos o Fato Novo foi noticiando o extraordinário progresso dos municípios emancipados. Com destaque para Tupandi, Bom Princípio, São Vendelino, São José do Hortêncio, Pareci Novo e Vale Real.

Mas essa estatística mostra, também, que o Caí e Montenegro, Feliz e Salvador do Sul tiveram significativo aumento na sua população, apesar da perda de seus principais distritos. A história regional demonstra que as emancipações foram benéficas tanto para os distritos que se emanciparam quanto para as cidades que diminuíram os seus domínios. Foi bem apropriada, portanto, a escolha do Caí para a realização do congresso emancipacionista. A história desse município e da região é uma eloquente demonstração do quanto são benéficas as emancipações e de quanto poderão ser benéficas as emancipações a nível nacional.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritrio Comercial S. S. do Ca:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritrio Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administrao:
Rua Fato Novo, N 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Ca | RS | Por Nigma Agncia Digital