OFERECIMENTO:
São Pedro da Serra - Quarta-Feira, 21 de Dezembro de 2016 - Hora:10:21

Fábrica clandestina de explosivos é investigada

Pólvora foi apreendida pela polícia em ação em propriedade rural

Produtos utilizados para fabricação de pólvora estavam espalhados em galpão /Polícia Civil/Divulgação/FN

Teve grande repercussão no Estado a descoberta pela Polícia Civil de uma fábrica clandestina de pólvora, numa propriedade rural de São Pedro da Serra, a cerca de dois quilômetros do centro da cidade, no início da tarde da última quarta-feira.

Inicialmente, chegou-se a suspeitar que o material produzido no local estivesse sendo usado por criminosos em ataques a bancos. Contudo, essa hipótese já estaria, praticamente, descartada.

A ação, realizada a partir de uma denúncia anônima, mobilizou policiais das DPs de Salvador do Sul, Barão e Montenegro. Ao chegarem ao local, foram recebidos por familiares do acusado – que não estava na propriedade e por isso não foi preso em flagrante -, que logo confirmaram a existência de um depósito de material explosivo. Foram apreendidos pelos agentes 94 quilos de pólvora.

Num galpão, estavam insumos como carvão mineral, ureia e enxofre, utilizados, justamente, para a produção da pólvora.

Conforme o delegado Paulo Ricardo Costa, da delegacia de Salvador do Sul, a produção é clandestina, não contando com qualquer autorização pelo Exército Brasileiro. Os produtos finais, pólvora negra e pólvora branca, mostram que o homem tem bom conhecimento da técnica.

O acusado foi ouvido na quinta-feira e negou envolvimento com ações criminosas. Alegou que comprava a matéria prima para a realização de detonações em propriedades rurais na região, sendo contratado por particulares, geralmente, em serviços de terraplenagens.

“As investigações terão prosseguimento, mas a tendência é de que o homem não tenha mesmo envolvimento com os ataques a bancos. Amostras do material apreendido ainda serão periciadas”, afirma o inspetor Leandro de Oliveira.

O acusado será indiciado por produção e armazenamento de material explosivo, mas poderá responder processo em liberdade.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Onde você gostaria de morar?
Bom Princípio
Paris
São Paulo
Montenegro
Caí
Rio de Janeiro
Porto Alegre
Feliz


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital