OFERECIMENTO:
So Sebastio do Ca - Quarta-Feira, 14 de Junho de 2017 - Hora:08:00

Governador em exercício e dois ministros de estado visitam o Caí

Altas autoridades dos governos estadual e federal vieram à cidade para ver de perto os estragos causados pelo tornado

SÁBADO: Vice governador José Paulo Cairoli tomou conhecimento da situação do município após vendaval e enchente /Ricardo Marques/Prefeitura

Osmar Terra, que ó o atual ministro do Desenvolvimento Social, veio ao Caí e outros municípios da região na última terça-feira, para ver de perto os danos causados pelo vendaval e pelas enchentes.

Informado do problema da ocupação irregular de áreas situadas junto ao rio Caí, principalmente no bairro Navegantes, ele logo sugeriu a criação de um parque na área próxima ao rio e sujeita a inundações.

Disse o ministro que a implantação de um parque, com bancos, vias de passeio seria a melhor solução para evitar que esse local seja invadido por pessoas que constroem ali os seus ranchos e depois, quando vem uma enchente, se tornam flagelados, que precisam ser removidos para a um ginásio esportivo pois suas casas estão inundadas.

A idéia de implantação de um parque na beira do rio é muito viável, pois estas áreas já são públicas e é proibida a sua ocupação para fins residenciais ou comerciais.

Conforme disse o ministro, a implantação de um parque ao longo da margem do rio teria apoio dos governos estadual e federal e ele mesmo se empenharia para a implantação do projeto.

A beira do rio Caí tem grandes atrativos paisagísticos, como o penhasco do Morro dos Berwanger, o cais do porto e a cachoeira da Ana Maria.

Trilhas para caminhada e ciclismo poderiam ser implantadas ali com baixo custo, assim como atracadouros públicos para a prática de esportes náuticos e área de balneário.

Já existe, na cidade o interesse pela criação de uma parque assim. Conforme pode ser visto no blog Histórias do Vale do Caí, com fotos e informações sobre os potenciais atrativos. Veja, no Google digitando “4853 - Caienses planejam a criação de um segundo parque na cidade.”


Vice-governador
Além do senador Lasier Martins, outra importante liderança política se dispôs a somar esforços para que seja tocado adiante o projeto de contenção das enchentes no Vale do Caí.

Em reunião realizada no último sábado, o vice-governador José Paulo Cairoli, afirmou ser parceiro e que dará todo o apoio para que sejam encontradas soluções para o problema das cheias do Rio Caí.

Na qualidade de governador em exercício, já que Ivo Sartori estava em viagem ao exterior, Cairoli reuniu-se com o prefeito e o vice prefeito caienses, Clóvis Duarte e Luiz Alberto Oliveira, e representantes da Metroplan, prefeituras de Montenegro e Pareci Novo. Cairoli mostrou-se conhecedor do problema vivido pela população dessas cidades e garantiu que vai participar da comitiva que irá a Brasília para uma reunião, com o Ministro das Cidades Bruno Araújo.

O Vale do Caí está adiantado neste objetivo, pois é a única região que já conta com um estudo, elaborado pela Metroplan, que aponta as melhores soluções para os problemas enfrentados pelas cidades mais atingidas. O próximo passo é a elaboração dos projetos executivos. Ou seja, os projetos de engenharia das obras que serão necessárias para a contenção das enchentes.

Segundo o vice-prefeito caiense Luiz Alberto Oliveira, “Temos mais de R$ 5 milhões destinados a esse projeto executivo e queremos garantir que este recurso seja usado para essa finalidade. O que queremos é aproveitar os resultados dos estudos feitos para buscarmos uma solução viável e de efeitos realmente práticos, se não para eliminar o problema, pelo menos para reduzir muito os efeitos das enchentes.”


Ministro do Trabalho
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, veio ao Rio Grande do Sul cumprindo agenda de compromissos em empresas do estado.

Na manhã da última sexta-feira, acompanhado pelo deputado Alceu Moreira, ele esteve no Caí e visitou as empresas Agrosul e Oderich.

O ministro foi recebido pelo vice-prefeito caiense Luiz Alberto Oliveira, pelo prefeito de Feliz e atual presidente da Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí, Albano Kunrath e por empresários locais. Nogueira visitou também empresas de Tupandi e Barão.

O ministro faz campanha pela reforma trabalhista. Segundo ele,“temos de trabalhar com três idéias básicas, consolidação do emprego, segurança jurídica e geração de emprego, e é isso que a reforma busca”.

“Vale destacar que, diferente do que muito tem se falado, nenhum direito do trabalhador está sendo extinto”, afirmou o ministro.

Nogueira espera que a reforma trabalhista seja aprovada logo no congresso nacional, para que possa entrar em vigor no segundo semestre desse ano.

Segundo o ministro, as mudanças poderão facilitar a criação de cinco milhões de novos postos de trabalho em poucos anos em todo o País. “85% dos empregos no Brasil são gerados por micro e pequenas empresas e são elas as mais penalizadas pela atual legislação. Não vamos, de forma alguma, suprimir direitos, mas sim permitir que os empreendedores possam ter mais condições de investir e gerar novas vagas.”

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Será preso
Voltará a ser presidente
Nenhuma das opções


Escritrio Comercial S. S. do Ca:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritrio Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administrao:
Rua Fato Novo, N 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Ca | RS | Por Nigma Agncia Digital