OFERECIMENTO:
Quinta-Feira, 28 de Março de 2013 - Hora:18:50

Há 30 anos uma leoa fugiu do circo e andou pelas ruas do Caí

A história da leoa Carina teve um final trágico

Na edição de 26 de março de 1983 o Fato Novo dava destaque na capa para incrível história da leoa que fugiu do circo Irmãos Robatini e percorreu as ruas do Caí até ser morta, por acidente, no pátio da Conservas Oderich. Abaixo segue matéria publicada há 30 anos.

"INCRÍVEL!!

Leão fugiu e andou pela cidade do Caí

Algo de realmente incrível aconteceu no Caí. Tanto que, de fato, ao espalhar-se a notícia pela cidade, pouco acreditaram. Um leão feroz ou mais exatamente uma leoa fugiu do circo dos irmãos Robatini e andou à solta pelas ruas da cidade na madrugada de quinta-feira, dia 10 de março último.

Carina era o nome da leoa. Ela apresentava evidentes sinais de desequilibrio emocional, o que é comum em animais selvagens que vivem em cativeiro. Ela recentemente havia dado cria, mas matou os próprios filhotes. Por volta das 3h 15min daquela madrugada, Carina conseguiu arrebentar o piso de madeira da sua jaula e fugir.

Solta, a leoa, que pesava 300kg, atacou um cavalo do próprio circo montando-o e cravando-lhe as garras no lombo, causando graves ferimentos. Dado o alarma, todos os homens do circo sairam no encalço do animal tentando recapturar o animal com vida. A leoa fugiu pelas ruas da cidade e foi esconder-se no pátio da industria Conservas Oderich S/A, onde trepou numa árvore. Por sorte, àquela hora da madrugada as ruas estavam desertas, pois o animal era realmente muito perigoso.

Finalmente foi localizada no alto da árvore. Comandados pelo domador Alexandre, os homens do circo conseguiram laçá-la, primeiro pelos pés e depois pelo pescoço. Ocorreu então que a leoa saltou oucaiu e, com isto, morreu enforcada. O impacto do seu peso fez com que quebrasse o seu pescoço sem dar tempo para que os homens, dando-lhe corda, evitassem a sua morte.

Além do grave perigo que correram os próprios integrantes do circo e a população vizinha, este acidente representou sério prejuízo ao circo. Um filhote de leão, ainda não domado, custa em torno de duzentos e cinquenta mil cruzeiros."

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital