OFERECIMENTO:
Pelo Vale - Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014 - Hora:18:19

Montanha de frangos mortos pela falta de luz

Frequentes temporais têm prejudicado o fornecimento de energia

Em Pareci Novo mais de 20 mil frangos morreram

Os problemas de falta de luz, causados pelos constantes temporais, continuam em vários pontos da região. Em alguns locais as equipes que prestam serviços de manutenção chegam a realizar o conserto e em novo vendaval volta a ficar sem energia elétrica. Os maiores prejuízos estão na avicultura. Como já havia ocorrido na semana passada, mais milhares de frangos morreram dentro dos aviários por falta de energia elétrica para a climatização, justamente em dias de intenso calor. Prefeituras tiveram de fornecer máquinas para enterrar uma verdadeira "montanha" de milhares de frangos mortos.

Na quarta-feira, três equipes da Conecta, empresa que presta serviços para a AES Sul, estavam trabalhando em Pareci Novo buscando restabelecer o fornecimento de luz em alguns pontos da localidade da Várzea. Nos demais locais o abastecimento de energia tinha sido normalizado. Mas no mesmo dia ocorreu novo temporal, ocasionando nova interrupção de energia em localidades como Despique, Bananal, Várzea e centro. O prefeito em exercício Alexandre Barth acompanhou pessoalmente os trabalhos até a volta da luz. Sem energia, o abastecimento de água pelos poços do município também chegou a ser interrompido.

A sequência de temporais, desde o mês passado, causou quedas de postes, fios e árvores. Em alguns locais chegou a faltar luz desde sábado. Os prejuízos foram grandes nas propriedades, comércio, empresas e nas próprias casas. Além dos frangos perdidos em aviários, também dificuldades para irrigação, refrigeração de produtos e outras perdas, sem contar o sofrimento de não ter climatização em dias de muito calor.

Segundo o secretário municipal de agricultura e meio ambiente de Pareci Novo, Edson Müller, desde o mês passado mais de 20 mil frangos teriam morrido nos aviários em razão da falta de luz. Além dos temporais, houve interrupção no abastecimento por causa da instalação de uma rede de transmissão. Numa única propriedade, na localidade de Despique, perto da divisa com São José do Sul, mais de 15 mil frangos morreram no final de janeiro devido a falta de climatização nos aviários quando ocorreu o corte na energia. A Prefeitura forneceu uma máquina para enterrar as aves. Os produtores prejudicados poderão entrar com ação judicial contra a distribuidora de energia, buscando ressarcir os prejuízos.

A AES Sul informou que vem trabalhando na reconstituição da distribuição de energia. “A sequência de temporais, todos com vento forte, dificulta a normalização do fornecimento”, alega. O problema atingiu vários municípios do Estado. No Vale do Caí, além de Pareci Novo, faltou luz em pontos de Capela de Santana, São Vendelino, Bom Princípio, Tupandi, Montenegro, Brochier, São Sebastião do Caí e Harmonia. “A AES Sul está trabalhando com uma força de trabalho de mais de mil profissionais, visando normalizar o fornecimento no menor tempo possível. No entanto, o volume e a complexidade dos estragos impossibilitam informar com segurança o horário que a energia será restabelecida. A normalização vai se dando na medida que os consertos vão sendo concluídos”, comunica a distribuidora, pedindo a compreensão dos usuários.

A AES Sul alerta que ninguém deve se aproximar ou tocar em equipamentos da rede elétrica, já que não é possível saber se está ou não energizado, correndo risco de acidente grave. Também não pode tentar religar a energia por conta própria.

Para informações: Central de Relacionamento (0800 707 7272) ou mensagem por torpedo enviando SMS para 28410 informando apenas o código do cliente.

Acidente também causa falta de luz
Além dos temporais, um acidente de trânsito também deixou a comunidade de Bela Vista, em Bom Princípio, por mais de um dia sem luz. Na segunda-feira, dia 10, um automóvel Celta colidiu com um poste de concreto na rua São Luiz, quando trafegava em direção a RS 122. Na queda, o poste atingiu a parte da frente do carro. O motorista, de Picada Cará (Feliz), sofreu um corte na cabeça e foi removido da UPA para o Hospital Pompéia, em Caxias do Sul. Conforme a Brigada Militar, ele apresentava sintomas de embriaguez. Além dos danos materiais no carro e ferimentos no motorista, o acidente causou a interrupção do fornecimento de energia por 27 horas na localidade. 

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital