OFERECIMENTO:
Quarta-Feira, 16 de Agosto de 2017 - Hora:08:00

Montenegro é o último da região no Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal

São José do Hortêncio continua sendo o primeiro colocado no índice que mede a qualidade das administrações municipais

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro avalia anualmente a situação financeira de todos os municípios brasileiros e o seu desempenho quanto ao desenvolvimento econômico e social. Nesta semana foram divulgados os resultados dessa pesquisa relativamente ao ano de 20116.

Na tabela que acompanha essa matéria, o leitor pode constatar a situação do seu município. O que mais se destacou foi São José do Hortêncio, apontado como o município com melhor índice de desenvolvimento no estado e 12º colocado no país.

Tupandi, outro município que chegou a estar entre os primeiros municípios brasileiros, agora ocupa a 147º colocação. O que não chega a ser ruim, considerando que o país tem 5.570 municípios.

O Caí melhorou sensivelmente a sua situação nos últimos anos e é provável que a administração austera do prefeito Darci Lauermann tenha contribuído bastante para isso. Darci sempre fez questão de dizer que era um prefeito “pão duro”. Ele saneou a situação financeira do município e conseguiu realizar importantes obras de asfaltamento, além de adquirir maquinário e restaurar os prédios públicos que estavam desgastados.

A situação mais triste, entre os municípios da região é a de Montenegro, que ficou em 401º lugar entre os municípios do estado, sendo que o Rio Grande do Sul tem 497 municípios. Está, portanto, entre os cem municípios gaúchos em pior situação.

Montenegro, hoje, está numa situação pior do que a de Capela de Santana e Vale Real, municípios que carregam o fardo de serem cidades dormitório. Ou seja, lugares onde boa parte da população é composta de pessoas que trabalham em outros municípios. O que é muito ruim, pois isso faz com que essas pessoas gerem riqueza e impostos nos municípios em que trabalham e despesas (gastos com educação, saúde etc) nos municípios onde residem. O que prejudica a situação financeira das prefeituras.

O Índice FIRJAN avalia a qualidade das administrações municipais, com ênfase na situação financeira da prefeitura. Leva em conta questões como endividamento e a capacidade de investimento.

Apesar do destaque que teve no índice agora divulgado, Hortêncio tem algo a lamentar. Anos atrás o município chegou a figurar como o primeiro do país neste indicador. Agora é o 12º.

Mas, de qualquer forma, é uma situação brilhante e quem visita o município percebe isso pelo bom estado das ruas e estradas do município. Até mesmo as estradas do interior já estão, em grande parte asfaltadas.

Quanto a Montenegro, as notícias que se tem da administração municipal são preocupantes e a queda do município no índice FIRJAN é, certamente uma conseqüência da situação caótica vivida pela prefeitura nos últimos tempos.

tabela

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritrio Comercial S. S. do Ca:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritrio Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administrao:
Rua Fato Novo, N 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Ca | RS | Por Nigma Agncia Digital