OFERECIMENTO:
Montenegro - Sábado, 28 de Outubro de 2017 - Hora:08:00

Montenegro quer 8 médicos cubanos

Município ainda não recebeu nenhum profissional do programa do Governo Federal

Prefeito Kadu busca recursos para o Hospital Montenegro e a habilitação do município /Prefeitura do Caí/FN

Enquanto vários municípios da região já contam com os serviços dos chamados médicos cubanos, através do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, somente agora Montenegro está se habilitando para poder contar com os profissionais.

Isso que Montenegro é a maior cidade da região e com mais carências no atendimento da saúde básica. Mesmo assim, as autoridades anteriores não demonstraram interesse no programa.

Com a dificuldade em contar com médicos, inclusive com poucos interessados nos concursos, a Prefeitura decidiu encaminhar um pedido ao Ministério da Saúde pleiteando para que o município receba oito profissionais através do programa Mais Médicos. “Recebemos a informação de que existe a possibilidade de que ainda neste ano tenha a habilitação para municípios que ainda não faziam parte do programa”, declarou a atual secretária municipal da saúde, Ana Maria Rodrigues. “Como Montenegro está dentro dos critérios que são exigidos para a habilitação, acreditamos que o município poderá ser beneficiado”, espera Ana Maria. “É um programa excelente, principalmente na saúde básica”, completa, esperando com isso oferecer um serviço de maior qualidade.

De acordo com Ana Maria, três recursos para ter profissionais do Mais Médicos já foram negados. Mas agora, com Montenegro tendo recebido mais habilitação de ESFs, existe uma maior possibilidade de receber os profissionais, que não são só cubanos, mas também brasileiros. Para o município fica um custo menor, pois gasta apenas com alimentação e hospedagem, enquanto o Governo Federal paga os salários.

Durante sua viagem para Brasília na última semana, o prefeito Kadu Müller também esteve no Ministério da Saúde reforçando o pedido para que Montenegro seja incluído no programa Mais Médicos e com isso receba os profissionais.


Muito elogiados
O Caí é um dos municípios da região que mais recebeu médicos cubanos através do Programa Mais Médicos. Em setembro deste ano mais duas médicas cubanas começaram a atuar no município. Conforme o secretário municipal da saúde, Diomar Machado Flores, elas devem permanecer na comunidade por três anos, ocupando as vagas dos profissionais que voltaram para Cuba.

Atuando em postos de saúde, os médicos cubanos fazem um trabalho muito importante, principalmente na prevenção.

“Temos uma experiência muito positiva com o Mais Médicos. Os profissionais que para cá vieram fizeram excelentes trabalhos”, ressalta o prefeito Clóvis Duarte, que no governo passado atuou como secretário municipal da saúde.

No início chegou a ter alguma resistência no Brasil quanto a chegada de médicos estrangeiros. Mas com o trabalho realizado, eles passaram a ser muito elogiados. Além de ampliar o atendimento em consultas, eles trouxeram uma forma diferente de atender, mais próxima dos pacientes, de forma mais humana. Normalmente sequer usam mesa para ficar mais perto e visitam pacientes em suas casas. Com isso os resultados têm sido muito bons.


Mais equipamentos
Através de duas emendas parlamentares, a Administração Municipal está investindo no setor de saúde de Montenegro. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) adquiriu recentemente dois aparelhos eletrocardiógrafos que custaram R$ 5,6 mil cada um. Os equipamentos são oriundos de emendas parlamentares.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Ana Maria Rodrigues, um aparelho ficará na Secretaria na Timbaúva e o outro no PAM, no centro de Montenegro. “Esses aparelhos foram os primeiros de outros equipamentos que ainda virão para a SMS”, destaca a titular da pasta. A equipagem dos setores de saúde de Montenegro trará muitos benefícios para a população que poderá contar, cada vez mais, com a qualidade dos serviços oferecidos pelo município.

Também o Hospital Montenegro vai receber mais equipamentos. Foram recebidos 786 mil reais através da Consulta Popular, ainda de 2011/2012, para a aquisição de equipamentos como incubadoras, mesa cirúrgica, aparelho de anestesia, cardiográfico e bisturi eletrônico, além de ultrassom. A demora foi decorrente de dificuldades nas licitações e adequações aos projetos.

Em visita ao Hospital Montenegro, na última terça-feira, o prefeito Kadu Müller, acompanhado pela Secretária Municipal de Saúde Ana Maria Rodrigues, e pelo Secretário Municipal de Administração, Gestão e Planejamento Rafael Riffel, anunciou que foi sinalizada uma emenda de R$ 1 milhão para reformas na área da Saúde. “Diante de tantas notícias ruins na área da saúde, em nível nacional e estadual, este incentivo representa um avanço significativo para a saúde pública municipal. Quem ganha é a comunidade montenegrina e da região” – reforça Kadu.


Ausências nas consultas causam prejuízos
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e o Hospital Montenegro divulgaram, na última semana, dados que mostram a relação de pacientes que não compareceram aos serviços de saúde ofertados pelo HM no mês de setembro. Essas faltas em consultas, exames e procedimentos causaram um prejuízo de R$ 9.298,10 para a instituição de saúde.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Ana Maria Rodrigues, os números apresentados são alarmantes e o setor foi comunicado das ausências em reunião com a direção do Hospital na última semana. Para se ter uma noção do prejuízo, o custo total da consulta é de R$ 50,00 (R$ 10,00 do SUS e R$ 40,00 de suplemento do HM). Já os exames de traumatologia custam R$ 63,60 e os de fisioterapia, R$ 9,00. Sem contar os custos de exames especiais que sempre passam de R$ 100,00.

De acordo com a titular da pasta, caso estas ausências de pacientes de Montenegro sigam nestas mesmas proporções, o HM vai reduzir as cotas de exames e consultas da cidade e ofertá-las para outros municípios.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital