OFERECIMENTO:
Montenegro - Quarta-Feira, 04 de Outubro de 2017 - Hora:08:00

Morre Tadeu Bauru, o montenegrino que foi bicampeão brasileiro pelo Inter

Craque jogou ao lado de Falcão, Valdomiro e Manga na década de 70

/Reprodução/FN

Um dos montenegrinos que mais brilhos nos gramados do futebol profissional, Luis Tadeu dos Santos, o “Tadeu Bauru”, foi bicampeão brasileiro em 1975 e 1976, além de octa campeão gaúcho pelo grande time do Internacional da década de 70.

Jogou ao lado de craques como Falcão, Dario, Batista, Caçapava, Manga, Valdomiro e outros. “O Tadeu Bauru levou o nome de Montenegro para todo o país e até o exterior. Jogou num dos melhores times da história. E sempre foi muito querido por todos”, destaca o cônsul colorado Airton Kerber, que na homenagem a Tadeu em meio deste ano fez um pronunciamento na Câmara de Vereadores. Airton lembra que em 2015 Tadeu Bauru também foi homenageado pela Associação dos Colorados de Montenegro (ASCOM), sendo colocado o seu nome no campo de futebol sete da sede da entidade, no bairro Ferroviário. Além do Inter, o montenegrino jogou em outros clubes do país, como Bahia, Cascavel (PR) e Operário do Mato Grosso.

Tadeu Bauru faleceu no último sábado, aos 64 anos. Ele lutava contra uma doença degenerativa e há duas semanas estava internado em estado grave na UTI. O sepultamento ocorreu no domingo com muitas homenagens, incluindo o hino do Inter e no velório bandeira, camiseta, fotos e faixas dos títulos que conquistou.

Atacante de habilidade e bom finalizador, Tadeu Bauru foi descoberto pelo Inter quando tinha 16 anos, num amistoso que jogava pelo time montenegrino do Renner contra o colorado. Passou pelas categorias de base do Internacional e depois foi colecionando títulos. No Operário de Campo Grande eliminou grandes times como Fluminense e Palmeiras, chegando ao terceiro lugar no Brasileiro. Mesmo depois de deixar os gramados, ainda atuou na formação de atletas em Porto Alegre. “Tadeu Bauru foi um ser maravilhoso que tiver o prazer de conhecer e idolatrar”, destaca Rogério dos Santos, o “Birita”.

“Aos 9 anos meu saudoso pai, Domingos dos Santos, me levou pela primeira vez ao estádio Beira-Rio para assistir Internacional e Flamengo. Além da majestosa vitória do Inter, pude assistir ao show de um jogador montenegrino chamado Tadeu. Meses depois fui apresentado ao craque e nasceu uma idolatria. Como fã não esqueço de cada sorriso, de cada palavra e a sensação indescritível que tive em jogar com ele no veterano dos Amigos da Bola”, lembra. “Os ídolos não morrem, pois são eternos”, completa Rogério dos Santos.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital