OFERECIMENTO:
Pelo Vale - Sexta-Feira, 12 de Abril de 2013 - Hora:21:30

O Vale do Caí terá um dos maiores aeroportos do mundo

O aeroporto 20 de Setembro ficará muito perto de Capela, Montenegro e Caí e trará enorme progresso para a região

Aviões são como navios: Maior capacidade de carga reduz o custo dos fretes
O Vale do Caí precisa acordar para um fato que irá mudar profundamente a sua situação econômica. Um dos maiores aeroportos do mundo será construído na região e os municípios do Vale precisam acompanhar o projeto para que os seus interesses não sejam esquecidos.

O novo aeroporto será construído na região metropolitana de Porto Alegre, para desafogar o Aeroporto Salgado Filho. E não será um aeroporto comum. Ao contrário do Salgado Filho, que está cercado pela cidade e não tem condições de se expandir, o aeroporto projetado será construído numa área muito ampla e será um superaeroporto. Um dos maiores do mundo.

Ali pousarão, além dos maiores aviões de passageiros existentes, também os gigantescos aviões cargueiros. Esses aviões já existem e maiores ainda serão fabricados, mas um aeroporto como o Salgado Filho jamais poderá receber modelos desse porte. Uma aeronave dessas, estando carregada, precisa de pistas muito longas para pousar ou decolar.

A vantagem é que, com capacidade para transportar enorme volume e peso de cargas, os super aviões proporcionam redução no custo do frete.


A região poderá vender seus produtos em qualquer lugar do mundo


NO VALE DO CAÍ
Já foi escolhida uma área para a implantação do novo aeroporto, que deverá se chamar 20 de Setembro.
Ela fica no Vale do Caí, entre os municípios de Portão, Nova Santa Rita e Capela de Santana. Três ex-ditritos de São Sebastião do Caí. Nova Santa Rita e Capela ficam às margens do rio Caí e a parte de Portão que fica próxima ao futuro aeroporto faz parte da bacia hidrográfica do rio Caí. Os municípios de Portão e Capela integram a  Associção dos Municípios do Vale do Caí.

O aeroporto ficará a 10 quilômetros, em linha reta, da cidade de Capela de Santana, a 15 de Montenegro e a 20 do Caí. O aeroporto ficará a 18 quilômetros de Porto Alegre (Arena do Grêmio), utilizando a larga e moderna rodovia do Parque. Talvez seja mais rápido chegar lá do que no Salgado Filho, enfrentando ruas e estradas congestionadas.

PROGRESSO
A partir da entrada em operações do novo aeroporto, a economia do Vale do Caí passará por uma grande transformação.

O aeroporto terá, de imediato, duas pistas com 3.200 metros de extensão. Um quilômetro a mais que a pista do Aeroporoto Salgado Filho. E terá área reservada para a sua ampliação futura. Com pista de 3.200 metros, os maiores aviões já existentes no mundo poderão operar com carga máxima. Mas se prevê que aviões ainda maiores serão construídos e pistas mais longas serão necessárias.
Com isso, as empresas atualmente existentes no Vale do Caí terão as portas abertas para  exportar seus produtos para o mundo inteiro.

Empresas como a Fragosul, Cooperativa de Harmonia, Oderich, Agrosul, se dedicarão à produzir cortes especiais de frango sem congelamento. Apenas resfriados, para proporcionar um produto que, um dia após o abate, estará disponível nos restaurantes e supermercados de Paris, Londres, Nova York, Tóquio e outros grandes centros mundiais.

Assim como os alimentos frescos, muitos outros produtos poderão ser produzidos na região visando o mercado mundial, com a vantagem do frete mais rápido e barato.
Rotas partindo do futuro aeroporto, que tem o nome temporário de 20 de Setembro, levarão a produção local diretamente para os grandes aeroportos situados em todos os continentes. Até uma rota por sobre a Antártica, poderá ser feita para levar a mercados distantes como a Austrália e Singapura.



O Vale precisa assumir o seu aeroporto


O prefeito de Capela de Santana, Nestor Bernardes, já participa ativamente do grupo de trabalho que mobiliza todos os recursos e apoios para a criação do aeroporto 20 de Setembro.
É importante, no entanto, que os demais prefeitos do Vale do Caí participem também desse esforço. O projetado aeroporto, na verdade, está situado no Vale do Caí e toda a região será beneficiada com a sua construção.

Eles devem participar, inclusive, para cuidar dos interesses dos seus municípios no projeto. É necessário, por exemplo, que uma rodovia seja construída para facilitar uma ligação mais direta com as rodovisas RS-122 e a RS-240 (na altura de Capela de Santana) ou uma ligação mais direta entre Montenegro, Capela, o Aeroporto e a Rodovia do Parque.

O município de Portão, que também integra o Vale do Caí, é protagonista no esforço para conseguir a realização.

A prefeita Maria Odete Rigon, juntamente com o seu secretário da fazenda, Vasco Signori, participam ativamente do esforço pelo aeroporto. Recentemente, estiveram com o novo ministro da aviação civil, Moreira Franco, para apresentar a ele o projeto do aeroporto, sendo muito bem acolhidos. O ministro, que recém assumiu a pasta, comprende a urgente necessidade de um novo aeroporto para o estado.



OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital