OFERECIMENTO:
Montenegro - Sábado, 07 de Outubro de 2017 - Hora:08:00

Polícia tenta descobrir quem envenena animais

Caminhada de protesto ocorreu no sábado

Guilherme Baptista/FN

A Polícia Civil de Montenegro tenta descobrir quem é o responsável por cachorros e gatos, por envenenamento, no bairro Ferroviário. Conforme o delegado Paulo Ricardo Costa, já foi instaurado um inquérito e dois mandados de busca chegaram a ser cumpridos. Mas ainda não se sabe que é o criminoso. “É um delito cometido na calada da noite, dificultando o flagrante”, lamenta o delegado, informando que a investigação continua e quem tiver informações, mesmo de maneira anônima, pode entrar em contato com a Delegacia através do telefone 3632 1111.

Na tarde do último sábado ocorreu uma caminhada de protesto contra o envenenamento de animais. Empunhando faixas, cartazes e fotos, várias pessoas, representantes de entidades de defesa dos animais e que perderam seus animaizinhos de estimação, percorreram ruas do bairro Ferroviário. De acordo com a presidente da Associação Montenegrina de Guardiães dos Animais (Amoga), Luiza Kimura, vários animais já foram mortos não só no bairro Ferroviário, mas também em outros pontos da cidade. “Mataram seis cachorros de uma só família”, lamenta. E os casos continuam ocorrendo, tanto que na última sexta-feira, véspera da caminhada, mais um cachorro foi envenenado na Rua Osvaldo Aranha. Na maioria dos casos teriam jogado lingüiça com veneno para dentro dos pátios. “É assustador”, diz, ressaltando o engajamento de entidades como Katami e Amoga, além de voluntários e comunidade, para tentar impedir que mais animais sejam envenenados.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital