OFERECIMENTO:
Montenegro - Terça-Feira, 27 de Dezembro de 2016 - Hora:16:55

Prefeitura reduz estimativa de déficit

Depois de apontar dívida de R$ 50 milhões e corrigir para R$ 36 milhões, novos cálculos indicam que valor pode ficar abaixo de R$ 16 milhões

Patrícia e Maria Cristina explicaram a situação para Braatz e Kranz /JB Cardoso/FN

Ficou para a próxima segunda-feira, dia 26, a apresentação à Câmara, por parte da Prefeitura, do detalhamento da situação financeira do Município. Informações tidas como desencontradas sobre o déficit, inicialmente apontando 50 milhões de reais para 2017, e posteriormente 36 milhões, motivaram o Vereador Roberto Braatz (PMDB) a procurar maiores esclarecimentos.

“O objetivo seria esclarecer a situação financeira atual do Município e apresentar planilhas das dívidas, dos atrasos relacionados a credores e respectivas Receitas, bem como gastos com Pessoal incluindo a evolução mês-a-mês, a partir da aprovação do Plano de Carreira dos Servidores do Município em dois mil e quinze, em comparação com os gastos antes da aprovação”, justificou.

Uma primeira reunião sobre o assunto ocorreu quarta-feira, dia 21, com a participação da Secretária da Fazenda, Patrícia Kettermann Sant’ Anna, do assessor especial Luís Haupenthal e a contadora Maria Cristina Zirbes. Inicialmente, Braatz questionou qual seria o real valor do déficit, porque em reunião anterior no Legislativo, a Secretária o havia estimado em 50 milhões de reais. No dia seguinte, em coletiva de imprensa, retificou que o valor seria de 36 milhões.

Na reunião os representantes da Prefeitura afirmaram que, com base em planilhas mais detalhadas, levantamentos efetuados em todas as Secretarias e a quitação de contas referentes aos meses de outubro e novembro, o montante da dívida ficou em 16 milhões de reais. Dizem respeito à despesa com custeio, manutenção, convênios, fornecedores, não incluindo a Folha de Pagamento de dezembro. Estas informações ficaram para serem prestadas na reunião do próximo dia 26. “Mas estes valores podem baixar até o fim de dezembro”, alertou a secretária.

A preocupação dos Vereadores é com as implicações legais decorrentes do encerramento do exercício financeiro com déficit, quanto ao que foi empenhado, executado e o pagamento não foi feito. “Isto precisa ser esclarecido”, reforça o Vereador Renato Kranz (PTB). A Secretária afirmou que está se trabalhando nesta direção, e que quando houver o fechamento do ano, terá esta resposta. O momento em que serão detalhadas estas questões, de uma forma mais definitiva, ficou marcado para às 9 horas da próxima segunda, em nova reunião na Câmara.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital