OFERECIMENTO:
Tupandi - Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018 - Hora:08:00

Projeto “Bom de escola, bom de bola” premia miniatletas

Estudantes que se destacaram receberam medalhas

/Klassmann Assessoria

A Bom de Bola – escola de futebol, desenvolveu desde o início deste ano o projeto “Bom de escola, bom de bola”, em parceria com as escolas municipais. O projeto é baseado nas notas e na disciplina nos colégios e avalia a dedicação e frequência nos treinos, além do respeito nos dois ambientes.

A ideia surgiu através do coordenador do projeto na cidade, Everton Mergen, que percebeu a acomodação do jovem no ambiente escolar, após algumas conversas com seus atletas. Para ele, o projeto é de grande valor para a equipe. “Ter um atleta disciplinado facilita o trabalho em equipe, pois ele respeita seus adversários e joga da forma mais exemplar possível”, enfatiza. Everton também ressalta que a educação do jovem e os seus valores vêm, principalmente, de casa. “Sem o auxílio dos pais, nada podemos”, afirma.

Rejane Rhoden, diretora da Escola São Francisco, valoriza a parceria firmada com a Bom de Bola. Segundo ela, os frutos do projeto já estão sendo colhidos. “Para nós, ter o aluno interessado em alcançar boas notas no ambiente escolar é de grande valia”, diz. Ela revela que existe um histórico muito positivo em relação a jovens que melhoraram seu rendimento por receio de perder a oportunidade de jogar uma partida de futebol. “Os alunos de um mesmo time estão se cobrando para ter notas boas, o que é um motivo de muita comemoração para nós”, salienta.

De acordo com Antônia Warken Schneider, o filho Lorenzo, 9 anos, sempre foi muito dedicado na escola e ela cobra resultados dele. “Ele adorou a premiação, porque teve uma recompensa tanto pelos estudos como pelo esporte que tanto ama”, revela.

Ivo Neumann Dhein viu o filho Felipe empreender um esforço a mais nos estudos desde a criação do projeto. “A ideia é muito legal, pois criou uma motivação a mais para estudar, uma vez que o futebol é um gosto pessoal dele. Desde então, o Felipe está mais estimulado pela ligação criada através deste projeto”, acrescenta.


Os premiados:
Sub 13 e sub 15 - Pedro Konzen Rhoden, Felipe Arthur Kroetz Dhein, Lucas Mossmann e Matheus Werle
Sub 9 e sub 11 - Lorenzo Warken, Philip Franzen (Escola Capital do Saber), Jardel Löef, Nicolas Kochhann, Tiago Petry e Tiago Rhoden Schneider.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital