OFERECIMENTO:
Montenegro - Segunda-Feira, 25 de Março de 2013 - Hora:10:04

Projeto sobre transporte escolar deve ser votado pelos vereadores

Reclamações motivaram reunião na Câmara

Reclamações motivaram reunião na Câmara
São muitas as reclamações sobre o não atendimento do transporte escolar. Isso motivou a realização de uma reunião, sexta-feira da semana passada, na Câmara de Vereadores.

O encontro foi proposto pelos vereadores Rose Almeida e Carlos Einar de Mello, o "Naná", ambos do PP. “Há 311 contemplados com este incentivo da Prefeitura”, salienta Rose. Assim como outros vereadores, a presidente do Legislativo vem sendo questionada por mães de alunos, principalmente do Ensino Fundamental, sobre como se dará continuidade ao serviço. “O pessoal do interior depende muito do transporte”, aponta "Naná". “Há estradas em péssimas condições. Crianças que têm horário para chegar à escola correm riscos no transporte escolar”, criticou.  Os vereadores manifestaram preocupação também com relação aos estudantes do Ensino Médio, da APAE e sobre o auxílio para universitários.

Simone Becker, do Setor de Assistência ao Educando da SMEC, iniciou lembrando que o município é responsável pelo transporte dos estudantes do Ensino Infantil e Fundamental. Segundo Simone, o prefeito passou para a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo (SMIC), que vinha ofertando passagens para alunos do Ensino Superior, a atribuição de oferecê-las aos demais níveis de ensino, assim como aos alunos da APAE. Para estes, o transporte é realizado em quatro ônibus. Estaria faltando dois, um dependendo do segundo seguro para poder circular, o que, de acordo com Simone está sendo providenciado. E o outro veículo está com problema mecânico.  “Fizemos remanejamento de horários para que todos os alunos pudessem ser atendidos”, declarou.

De acordo com o vereador "Naná", alunos que buscam informações na SMIC recebem a resposta que o projeto está na Câmara para ser votado. O secretário da SMIC, Márcio Fernandes Cézar Menezes, esclareceu que o projeto ainda não chegou ao Legislativo. No momento, a Administração vem realizando estudos visando alterar a Lei 4698/07, para contemplar com o subsídio ao transporte escolar não somente os universitários, mas também alunos do Ensino Médio e incluir os da zona rural. O secretário revelou que o subsídio ao transporte escolar virá desdobrado em dois projetos, em fase de finalização, que devem chegar à Câmara nos próximos dias: um relativo ao Ensino Médio e outro aos universitários. “Estamos aguardando ansiosamente que venham”, apelou a presidente da Câmara, Rose Almeida, diante de mães de alunos presentes à reunião.

“Gostaria que o senhor levasse ao prefeito nossa preocupação com as estradas”, completou o vereador Carlos Einar de Mello.

Em entrevista para a Rádio América, o vice-prefeito e secretário municipal de educação e cultura, Luiz Américo Aldana, o "Paraguaio", admitiu que a Administração Municipal ainda não conseguiu atender a todos os estudantes. "Contratos estão sendo renovados. Não negamos o transporte e estamos procurando regularizar a situação", declarou, pedindo paciência e compreensão.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital