OFERECIMENTO:
São Vendelino - Quinta-Feira, 06 de Outubro de 2016 - Hora:15:13

Régis Fritzen é o mais votado, mas sua eleição depende da Justiça

Dependendo do julgamento no TSE poderá ter nova eleição

Após vitória nas urnas, Régis aguarda julgamento do recurso contra a sua impugnação /Reprodução/FN

O ex-prefeito Régis Fritzen foi o mais votado na eleição para a Prefeitura, no último domingo, em São Vendelino.

Entretanto, a eleição do candidato do PMDB ainda depende de uma decisão da Justiça.

Régis fez 959 votos contra 897 do atual vice-prefeito Evandro Schneider, do PTB. Mas como na última quinta-feira o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu impugnar a candidatura de Fritzen por uma ação de improbidade administrativa, seus votos no site do TSE não aparecem como válidos. Só aparecem os votos de Evandro. Os de Régis constam entre os com votação nula. Ele informa que já entrou com recurso junto ao TSE para tentar reverter à situação e garantir seu quarto mandato na Prefeitura tendo como vice o também ex-prefeito Leomar Willrich (PMDB).

Régis está otimista e acredita que a definição vá ocorrer nos próximos dias. “Eu sempre tive a convicção de que iríamos ganhar porque havia um clamor vindo das ruas, pedindo que eu fosse encabeçar uma mudança política e administrativa.

Elegeram-nos para a Prefeitura e com a maioria na Câmara de Vereadores. Esse é o resultado democrático das urnas”, afirma. “Eu acredito firmemente na Justiça. Um erro cometido comigo será reparado”, aposta. O mesmo entendimento tem o seu advogado, Antônio Augusto Mayer dos Santos, especialista em Direito Eleitoral. “O recurso é um Embargo Declaratório junto ao TRE a ser julgado talvez esta semana. Após este julgamento será interposto recurso ao TSE”, explica, sem prever data para a definição da situação. “A argüição principal é que o Régis não está com os direitos políticos suspensos na forma da lei”, completa.

Pelo lado da situação, Evandro Schneider aguarda também uma definição. “O TSE reconhece a nossa vitória com 100% dos votos válidos”, afirma. “O nosso opositor tem sentença transitada em julgado com inelegibilidade até 2018 pelo STF”, completa. “Vou respeitar a decisão do povo, ciente de que cumprimos nosso trabalho. Desejo ao Régis e ao Leomar muito sucesso e que saibam levar a todas as pessoas de São Vendelino os resultados de uma administração”, conclui Evandro.

Se Régis conseguir a vitória na Justiça poderá assumir em 1º de janeiro de 2017. Mas se for mantida a impugnação deverá ter nova eleição em São Vendelino. “A reforma eleitoral de 2015 baniu a possibilidade de o segundo colocado assumir o cargo”, explica o doutor Antônio. Sobre a possibilidade de concorrer novamente, Evandro diz que prefere aguardar o resultado do julgamento do recurso.

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital