OFERECIMENTO:
Brochier - Sábado, 07 de Julho de 2018 - Hora:08:00

Remoção de postes em rodovia deve ocorrer em duas semanas

Motoristas que circulam pela Transcitrus encontram obstáculos na pista

Pelo menos sete postes estão muito próximos ou mesmo dentro da estrada /Reprodução/FN

Um fato inusitado acabou chamando atenção numa obra de quase R$ 1 milhão realizada, recentemente, na localidade de Pinheiro Machado, em Brochier. Tudo estaria perfeito para os usuários de mais um trecho asfaltado da Transcitrus, com 1km, não fosse a inoportuna e perigosa presença de sete postes muito próximos ou até mesmo dentro do leito da rodovia.
Entre explicações e justificativas, o desfecho da obra teve grande repercussão, sendo destaque em alguns dos principais programas televisivos e portais de comunicação gaúchos. A expectativa, agora, é pela rápida remoção dos obstáculos, que representam um risco evidente para a ocorrência de acidentes – ainda que não tenha ocorrido economia em sinalização - sobretudo, em dias e noites de neblina.

A administração municipal de Brochier apontou a demora no trâmite da solicitação de autorização dentro RGE, concessionária de energia responsável pelo fornecimento na região, para o reposicionamento dos postes como um dos motivos para o transtorno. A prefeitura, inclusive, já havia licitado o serviço em abril, que deverá gerar uma despesa de R$ 40 mil aos cofres do Município. Além disso, a obra teria sido precipitada diante da possibilidade de falta de asfalto no mercado e a perspectiva de reajuste do valor do produto, o que poderia acarretar a necessidade de um reequilíbrio no valor do contrato de execução da pavimentação, bancada com recursos do Ministério do Turismo.

A RGE reconheceu que a análise do processo para remoção dos postes foi demorada, ressaltando que a medida exige estudos rigorosos. “Temos a informação extraoficial de que a liberação seria dada ainda nessa sexta-feira. Em se confirmando isso, e caso também o tempo colabore, acreditamos que em duas semanas o trabalho possa ser realizado”, projeta o secretário municipal da Administração e Fazenda, Evandro Carlos Pereira, que acredita que a repercussão do caso tenha contribuído para acelerar o trâmite. “Encaminhamos a solicitação há um bom tempo, mas, somente nessa semana, após o fato virar manchete no Estado, fomos informados sobre a necessidade do fornecimento de mais documentos. Temos uma boa relação institucional com a empresa, mas ocorreu uma falha na comunicação”, completa o secretário, que reforça a qualidade e a importância da obra para o escoamento da produção e também a promoção do turismo na região.

Assim que o serviço de remoção dos postes for realizado, os espaços que eram ocupados pelas estruturas irão ganhar capa asfáltica.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital