OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 16 de Setembro de 2013 - Hora:15:15

Resumo das notícias da edição nº 57

15 a 21 de setembro de 1983

Deu Quilombo na 1ª Olimpíadas

Milhares de pessoas assistiram às últimas provas das Olimpíadas, na manhã de Domingo.

Nunca houve no Caí, uma competição esportiva com tamanha participação de atletas e de público.

Representantes das zonas fizeram-se presentes à praça central da cidade na tarde do domingo para assistir a grande festa dos quilombeiros que desfilaram pela rua Marechal Deodoro com seus uniformes verdes, faixas e muito orgulho pela conquista.

Finalizado o evento, todos os representantes de zonas manifestaram-se entusiasmados com o vulto e a empolgação que tiveram estas olimpíadas. Salientaram a importância que elas terão como fator de incentivo à prática de esportes na cidade e esperam já pela sua próxima realização no ano que vem.


A IDÉIA

Fazer uma olimpíada no Caí era um sonho antigo do professor Airton Napp (Chabú) e ele já havia apresentado a idéia ao vereador Tomé Flores no início deste ano, quando Tomé assumiu o comando do Conselho Municipal de Desportos (CMD). Foi Tomé que sugeriu a divisão por zonas da forma como foi usada.

Antes porém que o CMD chegasse à realização da competição, ela foi encampada pelos professores de educação fsíca das escolas da cidade que, numa reunião realizada entre professores e diretores das escolas propuseram a Olimpiada como forma de comemorar a semana da Pátria.

Lançada a idéia ao público, foi tamanho o entusiasmo manifestado, que inúmeras outras pessoas colaboraram. Iguatemi Moreira organizou as competições de tênis e xadrez, Paulo Rocha as de ciclismo, Felipe Spohr e Cláudio Loch, as de futebol de mesa, e assim vários outros voluntários colaboraram. Odorico teve importante participação, bem como os estudantes de educação física da FEEVALE Maria Klein, Cláudia Flores, Lisarbe Silva, Carlos Omar Silva e Luiz Gustavo Cornélios.

Ao que se saiba, a organização de uma olimpíada como está é uma idéia original surgida em nossa cidade e com condições de difundir-se por outras cidades. Pelo inegável sucesso do evento, o Caí talvez tenha criado algo novo e revolucionário em termos de promoção dos esportes olímpicos no interior.


Resultado Final:

Quilombo: 413
Coréia: 393
Centro: 392
Vila Rica: 242

 




Em Bom Princípio, Tet levou um soco no nariz

A violência do futebol em Bom Princípio fez mais uma vítima no último domingo. Jacob Alles popularmente
conhecido pelo apelido de Tet, apitava o jogo entre os segundos quadros do Olaria e do União, em Bela Vista, quando teve a infelicidade de apitar uma falta contra o jogador José Luciano Schmitz, da equipe dona
de casa.

Inconformado com a marcação da falta Schmitz reclamou e ofendeu o juiz, com o que este apontou-lhe o cartão vermelho, expulsando-o de campo. Diante disto, Schmitz agrediu o juiz com um violento soco no nariz que provocou uma forte hemorragia.

Após 15 minutos Tet sentia-se novamente bem, podendo o jogo ser levado até o fnal sem maiores incidentes.


Rio está acabando com a estrada da Bela Vista

A estrada da Bela Vista num trecho que pertence já ao município de Feliz, apresenta um extraordinário problema causado pela erosão dos barrancos à margem do Rio Caí. Em virtude ação da correnteza forte das últimas enchentes, houve um desmoronamento na semana passada e caiu no rio uma grande porção de terra destruindo um trecho da estrada até quase a metade da pista.

Com isto, tornou-se muito perigoso passar por aquela estrada e teme-se que a qualquer momento, algum veículo acabe caindo no rio.

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital