OFERECIMENTO:
Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2013 - Hora:17:12

Resumo de notícias de 30 anos atrás

Edição n° 68, de 1 de dezembro a 7 de dezembro de 1983

Capa da edição n° 68

Samba sete: Um som novo e alegre no Caí
Surgido há pouco mais de dois meses, o conjunto regional Samba Sete, vem agradando bastante nas festas em que comparece para animar, com sua música alegre e bem brasileira.

Liderado por Tadeu Oliveira, o popular Pé, o novo conjunto reúne pessoas muito conhecidas na cidade. Rael jogador e treinador do Guarani, toca banjo; Renato Rosa, o popular Guela, bate o surdo, Pedro Nelson Laux, da loja Macro Oferta, vai de tamborim; João do Cavaco toca o instrumento que lhe deu o nome; Paulo Bitski controla o agê e Fernando Carvalho varia do violão para o cavaquinho. Pé é o pandeirista, além de cantor.
"Nós tocamos de graça", esclarece Pé, "e além disto comemos muito pouco e bebemos quase nada".

Unidão inaugura dia 9 seu supermercado 
Estão sendo ultimados os preparativos para a inauguração do supermercado Unidão, que passará a funcionar a partir de 9 de dezembropróximo, na esquina da Av. Egydio Michaelsen com Coronel Guimarães no Caí. Um grande equipe de quarenta funcionários, que já tem recebido treinamento na Scharlau, onde funciona a sede da organização, estará encarregada de zelar pelo bom funcionamento da casa.  

São José do Hortêncio quer estrada e telefone
Na última sexta-feira à noite, estiveram em São José do Hortêncio o prefeito Bruno Cassel e o vice Egon Schneck, discutindo com líderes locais quais seriam as principais reivindicações do distrito. Houve manifestação entusiasta em torno de suas grandes reivindicações que, se atendidas, promoveriam grandemente o progresso daquela comunidade. Uma seria a construção da estrada asfaltada que comunicasse aquela vila com o Caí e outros centros maiores. Outra, a implantação de uma ligação telefônica para aquele distrito.

Disseram os líderes de Hortêncio, que agora vêm da prefeitura empenho para solução dos grandes problemas que afligem aquela comunidade que vive hoje marginalizada em virtude das dificuldades de comunicação.


Falece a mais velha felizense
Faleceu no último dia 25 aquela que se presumia ser a mais velha moradora de Feliz. Dona Matilde Raach, natural de Vale Real e ultimamente residindo na localidade de Picão.

Dona Matilde tinha cinco filhos e era viúva há 62 anos. Tendo se casado por volta dos 16 anos, enviuvou aos 35 e nunca mais casou.


É curioso o fato de que Dona Matilde não era registrada em cartório, não tinha qualquer documento. Legalmente, ela não existia, o que causou problemas aos familiares no momento de obter o atestado de óbito.

Gaúcho do Matiel classificado
Empatando no último domingo contra o internacional de Bananal, o Gaúcho do Matiel conseguiu a sua classificação para a fase seguinte do campeonato montenegrino. Na partida decisiva do último domingo, o Gaúcho contou com o goleiro Chico, profissional do Caxias que foi peça fundamental da equipe na conquista da classificação. Além dele jogaram Catarina, Edson, Vinagre, Rodrigues, Mama, Foguinho e Tuguinha; Cesar (Paulinho), Silvio e Betinho (Rovani). 

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital