OFERECIMENTO:
Quarta-Feira, 16 de Agosto de 2017 - Hora:08:00

Sem contrato, lombadas eletrônicas são desativadas

Controladores de velocidade foram desligados em Montenegro e Feliz

Com as lombadas desligadas, aumenta o risco de acidentes /Guilherme Baptista/FN

A maioria das lombadas eletrônicas instaladas junto às rodovias estaduais do Vale do Caí estão desativadas. De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), os controladores fixos de velocidade foram desligados porque a empresa responsável não teve interesse em renovar o contrato, o qual se encerrou. O Daer não informou a localização dos equipamentos desligados por entender que a informação não traz segurança aos usuários, mas garantiu que está em andamento o trâmite para abertura de um novo processo licitatório.

Segundo a assessoria de imprensa do Daer, o processo passou pelo Conselho de Administração e a partir de agora irá seguir os passos necessários, como ser avaliado pela Comissão de Controle, para em breve ir para a Central de Licitações (Celic). A expectativa do Daer é que mais cedo possível, dentro dos prazos legais, as lombadas que estão desligadas hoje possam ser reativadas. Novos equipamentos poderão ser instalados, mas enquanto isso não ocorrer às antigas lombadas permanecerão no sentido de manter a função educativa, inclusive informando a velocidade máxima nos locais que é de 50 Km/h. Não existe previsão de quando as lombadas desligadas voltarão a funcionar. Já os pardais, que também são controladores fixos de velocidade, continuam funcionando normalmente nas rodovias. E a Polícia Rodoviária também tem utilizado o radar móvel para fiscalizar os motoristas e multar em caso de excesso de velocidade.


Preocupação com a segurança
Na RS 452, em Feliz, as lombadas eletrônicas estão desligadas próximo ao trevo de acesso à cidade. Já no trecho do Vale Real, perto da cidade, as lombadas ainda permanecem funcionando. Em Montenegro, as lombadas na RSC 287, perto da estação rodoviária e do trevo do bairro Cinco de Maio, estão desligadas faz mais de duas semanas. Só estavam funcionando as lombadas situadas na RS 124, perto da entrada do bairro Germano Henke (Promorar). E na RS 240, entre Portão e São Leopoldo, todas as lombadas estão desativadas faz cerca de um mês.

A preocupação é que com o desligamento dos controladores de velocidade possam ocorrer casos de motoristas imprudentes, aumentando o risco de acidentes. Em Montenegro o temor é ainda maior. Já ocorreu uma mobilização para a instalação de sinaleiras para facilitar a travessia da RS 287 na altura dos bairros Panorama e Santo Antônio. As sinaleiras foram compradas, mas não foram instaladas, sendo que o caso acabou na Justiça. Com o desligamento da lombada eletrônica na entrada do bairro Santo Antônio, a preocupação é que aumente ainda mais o risco de acidentes. E o mesmo aconteça na altura do bairro Cinco de Maio, onde as lombadas foram instaladas justamente para prevenir acidentes.

Na Feliz as lombadas também estão num ponto estratégico, de intenso movimento, bem na entrada da cidade. Os controladores são importantes para evitar os excessos na velocidade, obrigando os motoristas a trafegarem dentro do limite e assim prevenindo acidentes.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Voltará a ser presidente
Será preso
Nenhuma das opções


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital