OFERECIMENTO:
São Sebastião do Caí - Quarta-Feira, 03 de Janeiro de 2018 - Hora:09:27

Solidariedade e emoção

Soldados salvam menino e realizam seu sonho de Natal

Após ser resgatado, garoto recebeu presentes de Natal /Facebook/Reprodução

Um fato inusitado e emocionante ocorreu no feriadão de Natal envolvendo policiais militares do 27º BPM, com sede no Caí.

No dia 23 de dezembro, sexta-feira, os soldados Jacobsen e Eckert deram um belo gesto de solidariedade e espírito natalino num momento de estrema dificuldade. Ao receberem uma denúncia de invasão de um imóvel, foram até um casebre nas margens da RS 122, próximo ao Loteamento Popular, no Caí. No local, conforme Eckert, o proprietário guardava antiguidades. “Encontramos o local fechado. Chamou a atenção que tinha um colchão na porta e por fora estava trancado com uma geladeira”, lembra Eckert. Por uma fresta os PMs viram que tinha um garoto deitado. “Estava sem água, sem luz e sem comida, em condições insalubres”, recorda Jacobsen.

A criança corria inclusive risco de vida, já que o horário era de intenso calor, pouco antes do meio-dia. E não tinha como tomar água ou se alimentar. Os brigadianos conseguiram abrir a porta e conversaram com o garoto, de nome Kauã, de 12 anos. Deitado e suando muito, estava apenas na companhia de um cãozinho preto, com pouco mais de um mês de vida.

Disse que tinha sido deixado no local pela mãe, mas não sabia quando ela voltaria. “Franzino e desnutrido, aparentava ter bem menos que 12 anos. Disse que a última vez que tinha comido foi na noite anterior”, conta Eckert.

De acordo com a Brigada, a família do menino está numa situação bastante complicada. O pai está preso e a mãe é viciada em drogas. Uma irmã também já está num abrigo.

Além da situação dramática da criança, outro fato emocionou os policiais. Enquanto era levado para ser medicado e depois para a Delegacia, o menino confessou aos PMs que seu maior sonho era ser policial. A revelação sensibilizou ainda mais os soldados, que estão com suas esposas grávidas. Comovidos, deixaram o menino conhecer mais da viatura, falar ao rádio e acionar os sinais. E além de salvarem a vida de Kauã, mesmo com seus salários parcelados e sem receber o décimo-terceiro, fizeram outra surpresa. Enquanto ele esperava atendimento, os PMs foram comprar alguns presentes. Kauã ficou com os olhinhos brilhando ao receber brinquedos e bombons. Como sonha em ser policial, recebeu arminha e algema de brinquedo. Um empresário também fez a doação de roupas. E o cachorrinho foi encaminhado para um veterinário.

Para Kauã, foi um verdadeiro sonho de Natal. “Foi um momento alegre também para nós”, afirmou Eckert. “Nossa sensação foi de dever cumprido”, completou Jacobsen. Na verdade os soldados caienses foram muito além do seu ofício de policial militar. Além de salvarem a criança, ainda realizaram o seu sonho. E receberam de presente o sorriso de uma criança muito feliz.

O ato solidário dos soldados caienses foi relatado pelo capitão Oscar Bessi Filho, que atuou no Caí por 7 anos e agora está novamente em Montenegro. Os PMs não tinham a intenção de divulgar o gesto, mas pelo exemplo de solidariedade, dentro do espírito de Natal, o fato ganhou grande repercussão nas redes sociais e noticiários. Eles foram elogiados por milhares de pessoas.

Foi feito um registro na Delegacia, de abandono de incapaz. É crime, previsto no artigo 133 do Código Penal, abandonar criança que está sob seu cuidado, guarda ou vigilância. O menino foi encaminhado para um abrigo e seguirá sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar. E quem sabe no futuro possa realizar outro sonho: ser policial.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital