OFERECIMENTO:
Harmonia - Terça-Feira, 17 de Fevereiro de 2015 - Hora:16:46

Sulgás projeta a implantação de um biodigestor em Harmonia

O biodigestor resolve problemas ambientais e permite ampliar a produção de aves e suínos

No biodigestor, o estrume produzido nas pocilgas e aviários será transformado em gás veicular e adubo

Quando assumiu o governo pela primeira vez, em 1997, Carlos Alberto Fink encontrou o município em péssima situação econômica. A citricultura, que havia sido a principal riqueza do município, estava em crise.

Para resolver o problema, o novo prefeito tratou de investir na produção de aves e suínos, copiando o modelo bem sucedido no vizinho município de Tupandi. Ele se reelegeu e, em oito anos de governo, fez o PIB (produção) de Harmonia quase dobrar de valor.

Voltando ao governo em 2013, Lico Fink retomou a política de incentivo à implantação de novos aviários. Em dois anos, conseguiu a implantação de 28 modernos galpões e outros dois estão sendo construidos.

Biodigestor
Assessorado pelo secretário da agricultura Antônio Kunzler, o prefeito já fez contatos com o governo do estado e está sendo encaminhada a implantação de um grande biodigestor que irá transformar o estrume extraído dos aviários e pocilgas em gás automotivo.

O empreendimento será feito pela Companhia de Gás do Rio Grande do Sul (Sulgás) que já vem desenvolvendo testes a respeito desse produto.

Um consórcio criado pela Ecocitrus e Naturovos já vem produzindo o biogás há um bom tempo e essas experiências dão confiança à Sulgás e ao governo para investir no projeto.

O Vale do Caí já conta com bem mais de mil aviários e pocilgas e, portanto, produz muito estrume, que é a matéria prima para a produção do gás. A enorme quantidade de estrume produzida pelos aviários e pocilgas, que poderia ser um problema ecológico, vai acabar se tornando numa nova riqueza.

O processamento do estrume no biodigestor evita que o gás carbônico resultante de fermentação desse resíduo se propague pela atmosfera causando o efeito estufa.

Portanto, o uso do biodigestor é benéfico para o meio ambiente.

Além disso, depois de passar pela fermentação no biodigestor, o estrume transforma-se em excelente adubo.

A produção de gás e adubo orgânico tornará a produção de aves e suínos uma atividade ainda mais rentável para as pessoas que a praticam na região.

Essa experiência deverá representar mais um importante passo para a consolidação do Cluster Agroindustrial de Alimentos do Vale do Caí.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital