OFERECIMENTO:
Montenegro - Quarta-Feira, 07 de Maro de 2018 - Hora:08:00

Suspenso o financiamento do Badesul para R$ 3 milhões em asfaltamentos

Licitação foi anulada por envolver empresa investigada e Prefeitura busca outros recursos

Na Rua dos Imigrantes as obras chegaram a iniciar, mas foram paralisadas e não continuaram mais /Guilherme Baptista/FN

Em maio do ano passado foi anunciada a liberação de R$ 3 milhões de reais, através de financiamento do Badesul, para a pavimentação através de calçamento e asfaltamento em dez trechos de ruas, de diferentes bairros. O convênio entre Prefeitura e Badesul foi assinado pelo então prefeito Luiz Américo Aldana. A expectativa era de beneficiar cerca de 14 mil habitantes, com a pavimentação em trechos das ruas: Imigrantes, Leopoldo Gemmer, Goiás/Piauí, Hans Varelmann/Estrada Antônio Inácio de Oliveira Filo, Boa Vista/Heitor Muller, Ernesto Zietlow, Getúlio Vargas, Quatorze de Julho, Otaviano Moojen e Augusto Jaeger Filho.

A vencedora da licitação para a execução das obras foi a Construtora JLV. A empresa chegou a iniciar os trabalhos de canalização para a pavimentação irregular e drenagem na Rua dos Imigrantes (antigos trilhos), no bairro Senai. Era a única com calçamento, enquanto todos os outros trechos seriam de asfalto. Entretanto, como a empreiteira figurou entre as investigadas pelo Ministério Público na Operação Ibiaçá, que apurou justamente denúncias de irregularidades em licitações, a obra foi logo paralisada. A Prefeitura, no governo de Aldana, ainda tinha a esperança de manter as obras com os recursos do Badesul. Mas com o impeachment de Aldana e a investigação, a continuação dependia da decisão da Justiça.

A licitação foi anulada e o contrato para o financiamento do Badesul acabou sendo rescindido. Conforme o secretário de planejamento, Rafael Riffel, não foi recebido nenhum valor referente ao contrato. Somente teria sido assinado o financiamento, mas não foi apresentado nenhum documento ao Badesul e as obras teriam iniciado sem autorização.

“Estamos elaborando novas propostas para a execução de obras”, informa Rafael, citando o programa Avançar Cidades, do Ministério das Cidades, além da busca de recursos junto a Caixa Federal, BRDE ou com o próprio Badesul. “A pavimentação da via será cadastrada no novo projeto de captação de recursos”, diz Rafael, sobre a Rua dos Imigrantes, onde os moradores clamam por melhorias.


Devolução de dinheiro
A Prefeitura tem procurado equilibrar as contas e recuperar o crédito para comprar peças e materiais visando realizar melhorias nas estradas e ruas do município. Mas são muitas as dificuldades. São muitas as reclamações, principalmente dos moradores do interior, sobre o estado precário das estradas, assim como de lâmpadas queimadas na iluminação pública, problemas em bueiros, falta de roçada e limpeza.

Em reunião com os vereadores na última sexta-feira, o prefeito Kadu Müller lamentou as dificuldades. Junto com secretários municipais, diz que foi feita licitação para a compra de materiais. Já o chefe de gabinete e secretário de Viação de Serviços Urbanos, Edar Borges Machado, disse que pelo menos seis máquinas estavam recuperadas para operar nas estradas.

O secretário de habitação, Marcelino da Rosa, lamentou que por falta de prestação de contas do Loteamento PSH, no bairro estação, construído em governos anteriores, a Prefeitura teria que devolver 180 mil reais. O secretário da fazenda, Nestor Bernardes, confirmou que o projeto para a devolução seria encaminhado para a Câmara. O vereador Erico Velten, presidente do legislativo, lamentou que os vereadores terão de aprovar para não deixar o município inadimplente e impossibilitado de receber outros recursos. “Não temos alternativa. Caso contrário não receberemos mais verbas federais e estaduais”, lamentou Nestor.


Boas notícias
Na reunião com os vereadores também tiveram boas notícias. Entre os fatos positivos, citados por Kadu, estão o asfaltamento de um trecho da Transcitrus, entre Campo do Meio e Santos Reis. Também a revitalização do cais do porto, com recursos federais de R$ 243.500, que aguardam apenas a análise da Caixa Federal. E também a conclusão do asfaltamento da Estrada Selma Wallauer, em Faxinal, e das ruas Getúlio Vargas e Ernesto Zietlow. “Conseguimos a prorrogação dos prazos, que foram perdidos por antecessores, para poder concluir essas obras”, declarou Rafael Riffel.

No final da reunião com os vereadores, o prefeito Kadu antecipou que deverão ocorrer algumas mudanças na gestão, com a troca em cargos de primeiro e segundo escalão.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritrio Comercial S. S. do Ca:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritrio Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administrao:
Rua Fato Novo, N 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Ca | RS | Por Nigma Agncia Digital