OFERECIMENTO:
Harmonia - Terça-Feira, 31 de Janeiro de 2017 - Hora:17:55

Tio � preso por abusar sexualmente da sobrinha

O autor do crime foi preso e recolhido ao pres�dio de Montenegro na �ltima quinta-feira

Fl�vio Kremer foi condenado a 10 anos de pris�o /Reprodu��o/FN

O agricultor harmoniense Flávio Kremer foi preso, na última quinta-feira, pela manhã, na sua residência pelo crime de estupro. Foi recolhido para a prisão modulada de Montenegro.

Segundo foi apurado pela polícia, ele teria praticado esse crime ao longo de nove anos e a menina, sua vítima, foi profundamente afetada pelos situação a que foi submetida por Flávio, a ponto de haver tentado se suicidar.

O autor do crime era pessoa muito ligada à família da menina, que era sua sobrinha e afiliada. O que fez com que os pais e demais parentes não desconfiassem dele.

Ela foi molestada por oito anos, até que no ano de 2012, com 16 anos, ela teve a coragem de denunciar o que havia acontecido.

A vítima ficou com graves sequelas físicas e emocionais em decorrência do ocorrido.

O julgamento do caso estendeu-se até o último mês de dezembro, quando a juíza caiense Débora Sevik proferiu a sentença condenatória.

Flávio foi condenado à pena de dez anos e seis meses de prisão, em regime fechado.


Demora
A sentença foi proferida pela juíza caiense Débora Sevik e o crime é inafiançável. Mesmo assim ele só foi levado para o presídio na última quinta-feira.

Demora que é explicada pela falta de pessoal na delegacia do Caí, especialmente na época de veraneio, quando muitos policiais passam a prestar serviço no litoral.

Flávio é harmoniense, casado, pai de dois filhos e uma filha. Tem três netos. Ele é agricultor no interior do município.

Crimes desse tipo são mais comuns do que se pensa.

Em muitos casos a vítima nunca revela o que lhe aconteceu ou a família prefere que os fatos não venham ao conhecimento do público. Sendo assim a impunidade do estuprador o incentiva a continuar delinquindo e outros homens são estimulados a praticar esse tipo de crime.

A mãe da vítima escreveu um desabafo na sua página do Facebook, Um relato corajoso que serve de alerta para outras famílias evitarem que suas filhas ou filhos, sejam vítimas desse mesmo crime.

A menina molestada tem, hoje, vinte anos de idade.


Desabafo materno
“Há 13 anos atrás uma linda menina, moradora de Harmonia, sofria o pesadelo de tantas outras meninas: era abusada sexualmente por seu tio e padrinho, por quem tinha carinho e admiração.

Esse tio, em quem ela e seus pais confiavam, não se fez merecedor do título de padrinho que foi lhe concedido no dia do batizado, que confere ao mesmo a responsabilidade de um pai.

Quando estava sozinho com sua afilhada, ele acariciava as partes íntimas dela e pedia para que ela fizesse o mesmo com ele. 

Além dessas, muitas outras atrocidades aconteceram, que acabaram com a vida emocional, social e o amor próprio da menina. O tio tinha certeza de que a menina não contaria pois a mantinha sob ameaça: se contar para a mãe, ela não vai mais gostar de você e te abandonará . 

A menina manteve o ocorrido em silêncio, por oito anos alegando não querer fazer a mãe sofrer. Somente com 16 anos, resolveu fazer o registro na Polícia Civil de São Sebastião do Caí. Além de seu depoimento, foram anexadas várias outras provas das consequências físicas e emocionais causadas.

Finalmente, no dia 26 de janeiro de 2017, a menina acordou do pesadelo ao saber que o seu abusador, finalmente, foi condenado e vai pagar por todo o mal que fez e por todo sofrimento que causou.

Embora aliviada por saber que a justiça foi cumprida, as consequências do trauma vivido jamais se apagarão da memória dessa linda menina, que hoje já é quase uma mulher adulta e tem que lidar com os fantasmas de uma infância interrompida e com o julgamento de parte de sua família, que transforma a vítima em acusada e defende que o “titio bonzinho “ foi e está sendo injustiçado.

Muitas vezes as vítimas não relatam os abusos em função desse tipo de comportamento, por parte da família, que não acredita que fatos como esse realmente acontecem muito comumente dentro da própria familia.

Em alguns casos a situação é tão grave que as sequelas podem ser irreversíveis. Pedimos a Deus que tenha misericórdia desse MONSTRO e que ele pague aqui na terra por todo o mal que causou a uma linda menina, que tinha uma infância tranquila com o amor de seus pais e que, de repente, viu sua pequena vida se transformar em um pesadelo horrível, onde o personagem principal era alguém que tinha o dever de respeita-la e amá-la como afilhada e sobrinha.”

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Após a delação premiada, os diretores da JBS devem:
Ser presos
Ficar livres


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital