OFERECIMENTO:
Pareci Novo - Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018 - Hora:08:00

Tiro que matou policial foi disparado de um fuzil

Leandro Lopes foi morto num tiroteio em Matiel

Leandro Lopes foi morto num tiroteio em Matiel | Reprodução/FN

Os exames realizados pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) apontaram que o policial civil Leandro de Oliveira Lopes, de 30 anos, que morreu num tiroteio no último dia 2 de maio em Pareci Novo, foi atingido por um projétil de fuzil calibre 5.56. A Polícia não identificou ainda de quem seria a arma.

O resultado, divulgado nesta semana, foi inconclusivo entre as armas de policiais que foram periciadas. A investigação é comandada pelo delegado regional de polícia do Vale do Caí, Marcelo Farias Pereira. Para o chefe de polícia do Estado, delegado Emerson Wendt, o resultado da perícia reforça a suspeita inicial de que o inspetor foi morto por um disparo feito pelos criminosos. Mas não é descartada a possibilidade de que um tiro acidental de outro policial tenha atingido Leandro. 
Durante o cerco num sítio da localidade de Matiel, em Pareci Novo, cerca de 20 policiais, de Canoas, tentavam prender Valmir Ramos, o Bilinha. Ele e o comparsa Paulo Ademir de Moura, o Zoreia, trocaram tiros com os policiais e conseguiram fugir. Zoreia foi preso depois, em 19 de maio, no litoral. Já Bilinha continua foragido. Conforme o delegado Marcelo, mais pessoas ainda serão ouvidas no inquérito.

OFERECIMENTO:

colunas e blogs

o Vale quer saber

Não há enquetes disponíveis para votação no momento


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital