OFERECIMENTO:
Terça-Feira, 08 de Abril de 2014 - Hora:14:57

Turim

Um pedacinho da Itália que agrega tradição e modernidade

O Castelo de Valentino está localizado no Parque Valentino e é a sede da Faculdade de Arquitetura da Universidade Politécnica

Turim é a capital da região do Piemonte, na Itália, é famosa principalmente por causa do charme herdado dos tempos da realeza – foi a capital da Itália entre 1861 e 1864 e é em Turim que está o lençol de linho o qual vem sendo considerado como o Santo Sudário.

A cidade é a casa dos monarcas da Dinastia de Savóia que ficou no poder na Itália até a década de 1940, quando através de um referendum a população escolheu a República. O resultado é que Turim abriga inúmeros castelos e suntuosas residências, um deles é o Palazzo Reale, construído por volta de 1500 e depois foi praticamente abandonado, mas no ano de 1619, a Princesa Christine Marie de France promoveu uma grande reforma nas instalações do castelo que ficou suntuoso e abrigou a ela e ao marido, Vitor Amadeu I. Atualmente, o palácio é um dos pontos preferidos pelos turistas.

E falando na realeza italiana, a região abriga um verdadeiro complexo de residências luxuosas que abrigaram os membros da Casa Real de Savóia, os mais visitados são o de Palazzo Chiablese, a Armaria Real, a Real Biblioteca, Palazzo Madama, Palazzo Carignano, Villa della Regina e o Castelo de Valentino . O complexo das Residências da Casa Real de Savóia em Turim, e nas cidades vizinhas de Rivoli, Moncalieri , Venaria Reale, Agliè, Racconigi, Stupinigi, Pollenzo e Govone foi declarada Patrimônio Mundial.

Por isso, e outras coisas mais, Turim é um destino muito procurado pelos visitantes do mundo inteiro.  

Imperdível é dar uma boa olhada no Museu Egípcio que abriga uma das maiores coleções de antiguidades e ainda no Museu de Arte Oriental, onde está uma das mais importantes mostra de arte asiática.

Sem dúvida alguma, é o “Santo Sudário” que atrai a atenção de pessoas no mundo inteiro. A relíquia ficou em posse da Casa da Savóia de 1453 até 1946; atualmente é mantido numa pequena capela dentro da Catedral de São João Batista e é chamado de “Sudário de Turim”. Trata-se de uma veste de pano que contém a imagem de um homem que aparentemente sofreu ferimentos físicos; a sua origem ainda é motivo de debate entre cientistas e teólogos e popularmente acredita-se que tal veste tenha envolvido Jesus depois de sua crucificação, embora ninguém tenha confirmado isso. Mas, mesmo assim, é motivo de devoção religiosa e transformou-se num dos principais símbolos da cidade.

Turim sempre foi uma espécie de berço das artes e isto se reflete em sua arquitetura e decoração de alguns ambientes.

A economia gira em torno de indústrias, sendo que a mais famosa de todas é a Fiat e também a aeroespacial Alenia. Turim é servida por uma moderna e completa infraestrutura de hotelaria e restaurantes, para todos os gostos e bolsos.

É considerada cidade-irmã de Campo Grande (MS), Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP).

E mais, quem gosta de História pode se deliciar no Museu do Automóvel com seu acervo de carros italianos. Outra dica é subir de elevador panorâmico a Antonelliana, uma torre construída em 1859 que oferece uma vista maravilhosa da cidade.

Já no Borgo e Rocca Mediovale há uma reconstrução fiel de uma vila medieval, reproduzindo todos os aspectos da vida rural no Piemonte. Além de saber um pouco mais sobre as origens da região, ainda tem restaurantes maravilhosos e lojas de souveniers. Uma alegria para quem gosta de comprar lembrancinhas para os amigos.
 

A gastronomia é um capítulo à parte. Em se tratando de Itália, um dos pontos fortes são as massas e os vinhos, destacando-se os agnolottis com recheio de queijo. O visitante não pode deixar de experimentar o café expresso acompanhado de bolo. Com aquele sabor, só em Turim.

O bom da viagem são as compras. Turim tem lojas lindíssimas de grifes internacionais, mas também tem o seu Mercado de Pulgas na Piazza della Repubblica no qual o ponto forte são as antiguidades. E tem ainda o mercado de roupas no Largo Cassini com excelentes preços.

A cidade é servida pelo Aeroporto Internacional Caselle e brasileiros não precisam de visto para permanecer na cidade durante 90 dias.

colunas e blogs

o Vale quer saber

O que vai acontecer com Lula?
Voltará a ser presidente
Nenhuma das opções
Será preso


Escritório Comercial S. S. do Caí:
Avenida Dr. Bruno Cassel, 179
Fone / Fax: (51) 3635-1900

Escritório Comercial Montenegro:
Rua Oswaldo Aranha, Via Verde, 1467
Fone / Fax: (51) 3632-9680

Administração:
Rua Fato Novo, Nº 11
Fone / Fax: (51) 3635-1428

Contato
Todos os Direitos Reservados | Jornal Fato Novo | Vale do Caí | RS | Por Nigma Agência Digital